PREFEITURA DE MARACAJU MARÇO DE 2024
Menu
sexta, 01 de março de 2024 Campo Grande/MS
DENGUE PREFEITURA MARÇO
Interior

Irmã de jovem assassinada pelo namorado matou tio agressor em Dourados

Ambos os crimes ocorreram no mesmo local; no 1º caso, adolescente se defendia do tio

11 dezembro 2023 - 15h06Por Thiago de Souza

Cercania da casa onde adolescente de 16 anos, morta a facadas pelo namorado, Cleiton Benites Gomes, 19 anos, neste domingo (10), já foi palco de outra morte, também com golpes de faca, em Dourados. À época, em julho de 2022, foi a irmã da vítima que matou o tio. 

Conforme o Dourados News, no dia 29 daquele ano, a adolescente matou Antônio Lescano, 37 anos, com três facadas. Ela alegou que o tio agredia e enforcava a própria esposa.  

Ainda conforme o site local, à época, o delegado Erasmo Cubas comentou o caso. 

''O Antônio foi para cima da menina que já estava com a faca de serra preparada, pois sabia que também seria agredida'', observou o policial. 

Coincidências? 

Além do local do assassinato de sobrinha e tio serem o mesmo, outro ponto une as duas ocorrências de morte: o uso excessivo de bebida alcoólica. 

Conforme trouxe o Dourados News, antes de Antônio ser morto pela sobrinha, grupo de oito pessoas bebia no local quando se deu a confusão. Já na situação da morte da adolescente, havia festa no local desde a sexta-feira (8). 

A irmã da vítima cumpre medida socioeducativa por assassinato em uma Unei da região. 

Indígena confessou morte de namorada, mas negou estupro Indígena confessa morte e nega estupro (Foto: Osvaldo Duarte - Dourados News)

Karina 

Adolescente indígena de 16 anos, assassinada pelo namorado, Claiton Benitez Gomes, 19 anos, tinha perfurações de faca nas partes íntimas, na Aldeia Jaguapiru, em Dourados. O crime teria ocorrido na madrugada deste domingo (10). 

Segundo o Ponta Porã News, o suspeito foi preso horas depois e confessou o crime. No cadáver foram achadas marcas de asfixia e facadas na região do ânus da vítima.  Além disso, as vísceras foram expostas. 

Também há sinais de violência sexual, mas que o suspeito nega e garante que a relação sexual foi consentida. A Polícia Civil apura o caso já que o corpo estava sem as roupas da parte de baixo. 
Claiton sumiu após o crime, mas lideranças locais fizeram uma caçada até o encontrarem e ele foi entregue à Polícia Militar. Ele estava com roupas manchadas de sangue. 

Motivo

Segundo o Dourados News, o crime se deu após Claiton se irritar ao ouvir a vítima dizer que o irmão dele era ''mais gostoso'' que ele. Cleiton e vítima eram namorados, disse o site local, e ele justificou que estava bêbado e ''perdeu a cabeça'', após a adolescente comentar sobre o irmão dele. 

''Por causa de acusação, ela falando que meu irmão era mais bonito, mais gostoso, sei lá'', apontou.