TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
quinta, 02 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
pmcg revia negocios
Interior

Pistoleiros continuam ataque em Dourados e mais um indígena é baleado

14 março 2016 - 12h15Por Izabela Sanchez

Os ataques na região de retomada do tekoha, lugar onde se é, Boqueirão, próximo a reserva indígena de Dourados continuam. De acordo com as lideranças, no domingo (13) homens armados atiraram em direção à escola Lacuí Isnard, e as crianças estão sem aula nesta segunda-feira (14).

Ava Katua e Ava Porã, dois indígenas Guarani e Kaiowá da retomada, explicaram que a Polícia Federal foi acionada, e ao comparecer no local teria apreendido quatro homens, além de armas e munições. Na manhã desta segunda, no entanto, os ataques continuaram e mais um indígena foi ferido.

“Eles atiraram de longe, tem um mato próximo da fazenda, atiraram na escola”, contou Ava Porã. De acordo com ele, são três fazendas que incidem na fronteira da reserva e da região recém retomada.

Não há informações sobre o estado de saúde do indígena baleado nesta manhã. A nova retomada na terra Boqueirão aconteceu na sexta-feira (11), ocupada por cerca de 40 pessoas, e desde então os indígenas vem sofrendo ataques de pistoleiros.