Menu
Busca domingo, 15 de dezembro de 2019
Interior

Polícia Militar evita suicídio e salva jovem que agrediu a namorada em MS

A vítima havia se desentendido com a namorada, a agrediu por diversas vezes, quebrou vários objetos da casa e por fim tentou tirar a própria vida

11 março 2019 - 09h17Por Da redação/JNE

Os policiais militares da Força Tática, com o apoio de outras guarnições, evitaram um suicídio na noite deste domingo (10), no Residencial Cristo Rei, em Anastácio. Após ataque de fúria e agredir a namorada de 20 anos, uma jovem de 24 anos foi salva pelos militares de uma tentativa de tirar a própria vida.

De acordo com informações da Polícia Militar, a equipe foi acionada por vários populares, pois na residência da vítima estava acontecendo algo grave, onde se ouvia pedidos de socorro. Foi solicitado então apoio da radiopatrulha de Anastácio e a guarnição de Trânsito.

No quintal da casa, os militares se depararam com uma jovem no chão, muito machucada e desorientada. A equipe então percebeu que a porta da cozinha estava trancada e, ao olhar pelo vidro da janela, viu a agressora tentando se suicidar, momento em que os policiais arrombaram a porta e conseguiram resgatar a vítima ainda com vida, a ajudaram recuperar o fôlego e a consciência.

Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas para socorrer as vítimas. A jovem que foi agredida disse aos militares envolvidos na ocorrência que a namorada teve uma ataque de fúria, onde a agrediu por diversas vezes e quebrou vários objetos da casa.

Rede de Prevenção ao Suicídio em Anastácio

O município conta com uma rede de prevenção ao suicídio, onde dois psicólogos ficam 24 horas à disposição para atender casos de tentativas e ideação. O trabalho funciona em conjunto com os Hospitais e Postos de Saúde que, quando recebem a vítima, de imediato acionam a equipe de psicólogos. Anastácio é pioneira no serviço, inclusive os profissionais ministram cursos e palestras em outros municípios.

Além deste atendimento, a população conta com sete psicólogos para atender em consultas, com atendimento diferenciado à crianças e adolescentes. A prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde, investiu em materiais de ludoterapia, um tratamento que se vale de jogos e divertimentos, para aliviar angústias dos pacientes e detectar, através das atividades, casos graves como violência sexual. Nesta ocorrência, as jovens envolvidas estão recebendo todo apoio da equipe da Rede.