Menu
Busca quinta, 14 de novembro de 2019
Interior

Professor acusado de abuso sexual é mantido afastado pelo Estado

Os pais da aluna de 13 anos denunciaram o abuso

09 novembro 2019 - 15h51Por Rayani Santa Cruz

Um professor de educação física, investigado após denúncia de abuso sexual a uma aluna de 13 anos, em Paranaíba, continua afastado do trabalho.

De acordo com o site JPnews, a determinação foi publicada na SED (Secretaria estadual de Educação). No dia 3 de outubro, o professor de 41 anos foi suspenso provisoriamente das aulas na escola Ermírio Leal Garcia, no bairro Jardim América.

O professor é concursado na rede estadual de ensino. A punição ainda pode durar mais 90 dias. De acordo com publicação feita no Diário Oficial, foi prorrogada por mais 30 dias, a suspensão preventiva, com validade a contar de 2 de novembro de 2019. A secretaria informou que abriu um procedimento interno para investigar o caso e somente depois disso poderá emitir um posicionamento.

O caso

De acordo com a Polícia Civil, o professor começou a namorar com a menina em novembro do ano passado, e nem mesmo uma denúncia da família à secretaria foi suficiente para acabar com encontros. 

Conforme a Polícia Civil, a família tomou conhecimento dos fatos recentemente e registrou boletim de ocorrência. O inquérito foi instaurado no dia 11 de setembro. Foram requisitados laudos periciais e a polícia segue com oitivas de testemunhas. 

De acordo com a polícia, a família vinha percebendo comportamento estranho da menina, que estava bastante rebelde e dormia demais na casa de amigas. No entanto, ela ia para a casa das amigas e depois que a mãe conferia onde ela estava, ela ia para a casa do professor dormir com ele. Os familiares chegaram a conversar com o professor e com a menina, para que parassem, mas eles ignoraram o pedido e continuaram se encontrando.