(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Sem acesso à água, produtores rurais reivindicam novos poços em Assentamento

Nova Andradina

10 JAN 2014
Nova News
08h47min
Divulgação

Os moradores da zona rural de Nova Andradina enfrentam muitas dificuldades, principalmente os que residem no assentamento Teijin. Como a distribuição de água do município é ineficiente, as propriedades passam por longos períodos sem água e a população tem restrição para beber, lavar louça, tomar banho, ou mesmo, regar as plantas.

 

Com um rosto que revela as marcas do trabalho pesado, Ivone Aparecida Bersi de Oliveira (44), conta sobre o esforço que sua rotina exige. Morando sozinha em seu lote localizado da Linha da Figueira, Ivone mantém sua propriedade. A principal fonte de renda é o leite produzido por 10 vacas. “Eu luto contra essa falta de água há oito anos”, desabafou a produtora.

Segundo a moradora, é necessário ser rápido para realizar a captação. A água que abastece a região é oriunda de um poço com ramificações para aproximadamente 57 famílias. Atualmente, o recurso chega até 55 propriedades ativas. Os custos para a manutenção do poço, que precisa de energia de elétrica para funcionar, são rateados entre os beneficiários.

 

O problema, conforme o relato de Ivone, é que a distribuição não se mostra eficiente em todas as áreas que atinge. “Tem dias que a água vai chegar aqui só de noite. Passo a madrugada enchendo tanque, balde, caixa para o gado, lavando roupa antes que falte de novo e eu pago por essa água, sempre paguei”, detalhou. Ela também relatou ter passado 30 dias com as torneiras fechadas.

 

Providências legislativas - O presidente da Câmara Municipal da cidade, Newton Luiz de Oliveira, o Nenão, afirmou que a primeira medida sobre o fato será cobrar rapidez em um novo diagnóstico do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) quanto à região. “Precisamos ver porque não está sendo possível abrir mais poços para atender essas localidades onde a distribuição é ruim e levar a conhecimento o que essas famílias estão enfrentando”, pontuou o parlamentar.

 

Fonte: Ascom Câmara Municipal

Veja também