PREFEITURA DE MARACAJU MAIO 2024

quinta, 30 de maio de 2024

Busca

quinta, 30 de maio de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Dourados

há 1 mês

Servidores rejeitam acordo para finalizar greve e protestam na UFGD, em Dourados

Os grevistas realizaram um ato de concentração em frente à Unidade I da universidade nesta terça-feira (23)

Os servidores técnico-administrativos da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) estão em greve desde o dia 18 de março em busca de melhores condições salariais e de trabalho. Nesta terça-feira (23), os grevistas realizaram um ato de concentração em frente à Unidade I da universidade, onde reafirmaram a continuidade da greve por tempo indeterminado.

Segundo o site Dourados News, Marco Henrique, um dos líderes do comando local de greve do sindicato dos servidores (Sintef-UFGD), explicou as demandas da categoria. Uma das principais reivindicações é o reajuste salarial, visto que, segundo Marco, nos últimos 7 anos a inflação acumulada foi em torno de 40%, enquanto os salários não acompanharam essa realidade.

Além do reajuste, os servidores também buscam uma reestruturação da carreira, bem como a recomposição do orçamento para as universidades que estão sofrendo com cortes e a paridade entre as categorias, permitindo que os servidores técnico-administrativos também concorram a cargos eletivos.

A greve não se restringe apenas à UFGD, mas também atinge servidores lotados no IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) e no HU (Hospital Universitário). A paralisação faz parte de uma greve nacional, que já conta com a adesão de mais de 60 universidades.

As negociações com o Governo Federal tiveram início no início de 2023, porém, segundo Marco Antônio, não houve avanços significativos. Uma proposta do governo federal foi apresentada na semana passada, mas foi rejeitada em assembleia pelos servidores.

A categoria aguarda uma nova proposta do governo, que será novamente avaliada em assembleia. “Recebemos uma proposta do governo federal que passa muito longe do que é possível se fazer, por isso foi reprovada. Dessa forma, não há previsão para o término da greve”, afirmou Marco.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO