Menu
quarta, 30 de setembro de 2020
Interior

Sogra esfaqueada ao tentar defender filha assassinada deixa hospital

O genro assassino continua foragido

27 junho 2020 - 11h12Por Dany Nascimento

A mulher de 57 anos, esfaqueada pelo genro ao tentar defender a filha assassinada, recebeu alta e já deixou o Hospital Municipal de Chapadão do Sul. Ela foi esfaqueada após ver a filha, Aldennir Soares da Silva, 35 anos, ser espancada pelo marido, Veranilton, e esfaqueada dentro da residência da família.

O suspeito está foragido. A Polícia Militar faz rondas na região para localizar o acusado.  Pelas redes sociais, amigos e familiares demonstram que é difícil acreditar na tragédia que tirou a vida de Aldennir .

A vítima utilizava as redes sociais para fazer lives pedindo orações para a população, em prol da nação brasileira.  

Nas redes sociais, Aldennir sempre fazia transmissões ao vivo, realizando orações. “A Paz do senhor Jesus aos meus amigos, queridos. Estou aqui para glorificar e exaltar o nome do Senhor. Estou em campanha intensa todas as manhãs pela nossa nação, pelo nosso Brasil, porque nós precisamos, irmãos, de oração”.

Amigos e familiares pedem justiça.     

Leia Também

Ao contrário do esperado, fronteira teve apenas alguns pontos reabertos
Cidades
Ao contrário do esperado, fronteira teve apenas alguns pontos reabertos
Ministério da Agricultura vai investigar 'sementes misteriosas' vindas da China
Geral
Ministério da Agricultura vai investigar 'sementes misteriosas' vindas da China
Corrupção: vice toma posse após prefeito ser cassado pela Câmara de Bandeirantes
Política
Corrupção: vice toma posse após prefeito ser cassado pela Câmara de Bandeirantes
Com cachorro no colo, Bolsonaro sanciona pena maior para maus-tratos a animais
Geral
Com cachorro no colo, Bolsonaro sanciona pena maior para maus-tratos a animais