Menu
terça, 07 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Na Lata

Na Lata: advogado de pistoleiro 'esculacha' Polícia Civil e sobra até para Gaeco

Advogado afirmou que a polícia faz um 'trabalho sujo'

16 agosto 2018 - 11h00Por Bela Aborrecida

Durante o julgamento de José Moreira Freira, apontado como o pistoleiro que matou o delegado aposentado Paulo Magalhães, o advogado Renê Siufi não poupou críticas à Polícia Civil.

Segundo ele, as investigações sobre o caso foram fracas e as informações mal apuradas. Ele chegou a dizer que a Polícia Civil de Mato Grosso do Sul fazia um 'trabalho sujo'.

''A polícia foi negligente, não ouviu os delegados que estavam sendo investigados pela vítima''. Em outro momento, o advogado voltou a 'bater' na instituição. ''A polícia não foi competente. Foi maldosa e sem escrúpulos''.

E no meio de todo esse rolo sobrou até para o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). Siufi afirmou que não é 'tão fã' do trabalho desenvolvido pelo grupo. ''O Gaeco abraça pela frente e apunhala pelas costas'', disse.