TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 27 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Na Lata

Na Lata: Depois de Marun, manifestantes vão para casa de Tereza Cristina

O objetivo é pressionar a bancada sul-mato-grossense para barrar a reforma da previdência

16 março 2017 - 10h06Por Diana Christie

Os trabalhadores que estão acampados em frente à casa do deputado estadual Carlos Marun (PMDB) em protesto contra a reforma da previdência vão se dividir e montar acampamento também em frente à casa da deputada Tereza Cristina (PSB).

O objetivo é pressionar a bancada sul-mato-grossense para barrar a proposta do presidente Michel Temer (PMDB), que prevê idade mínima de 65 anos, para ambos os sexos, e 49 anos de contribuição para a aposentadoria integral.

Os parlamentares estão sentido a pressão, mas permanecem irredutíveis. Marun chegou a chamar o manifesto de covardia e Elizeu Dionizio (PSDB) atacou o presidente da Fetems, Roberto Botarelli, em uma tentativa de desqualificar o protesto. No caso do tucano, ele alega que não concorda com a proposta da forma que está, mas também não fala em barrar a iniciativa do Palácio do Planalto.