(67) 99826-0686
Camara - marco

Salas de aula móveis do Senai Educa chegam à região das Moreninhas

Capacitação

18 OUT 2013
Da Redação
11h40min
Foto: Divulgação

No âmbito do Senai Educa, maior programa de formação profissional de Mato Grosso do Sul, começou nesta semana, na região das Moreninhas, em Campo Grande (MS), o curso gratuito de costura industrial realizado em sala de aula móvel, que integra um total de 92 adquiridas pelo Sistema Fiems para ampliar o acesso aos 269 cursos gratuitos de qualificação profissional disponibilizados em 46 municípios do Estado. Trata-se da 9ª cidade a contar com esses novos ambientes de qualificação, que já chegaram a Eldorado, Naviraí, Brasilândia, Bataguassu, Coxim, Nova Andradina, Cassilândia e Água Clara.

Segundo o gerente da FatecSenai Campo Grande, Artur Quintella, são três turmas, com 24 alunos cada, totalizando 72, que terão aulas até dezembro deste ano. “Estas são as primeiras turmas iniciadas em salas de aula móvel em Campo Grande. O local para a instalação desse novo ambiente de formação profissional foi escolhido em trabalho conjunto com o Sindivest/MS (Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Vestuário, Tecelagem e Fiação de Mato Grosso do Sul)”, disse, referindo à Associação de Moradores da Vila Cidade Morena, localizada na Rua Firminópolis, 347.

Beneficiadas - Para aposentada Renilde Pereira da Rocha, 38 anos, o curso pode oferecer mais oportunidade de trabalho e incremento de renda. “Tive leucemia e por conta da doença não pude mais trabalhar, então montei um comércio e agora pretendo oferecer um serviço a mais para meus clientes, como o ajuste das peças de roupas que eles comprarem”, disse. Já a costureira Maria Aparecida de Andrade, 52 anos, informou que começou a trabalhar em uma das indústrias da região e quando soube do curso não hesitou em buscar a ampliação do conhecimento. “Quero conhecer cada vez mais e melhorar na minha profissão”, declarou.


Dos 92 containers salas de aula adquiridos para o Senai Educa, 28 têm capacidade para 40 alunos cada, enquanto 19 podem receber até 20 alunos cada, 5 vão servir de laboratórios de informática com capacidade para 16 alunos cada, outros 10 containers são multifuncionais, servindo tanto para sala de aula, quanto para laboratório, e os 30 restantes são almoxarifados. "Por meio dessa nossa nova ferramenta de qualificação, vamos criar uma base regional de mão de obra capacitada e esse estoque de profissionais vai suprir as necessidades das indústrias instaladas no Estado", declarou o presidente da Fiems, Sérgio Longen.


Para este ano, o Senai Educa ofertou 67.602 vagas e, até julho deste ano, 44.115 delas já foram preenchidas, ou seja, 65,25%, restando ainda 23.487 vagas distribuídas pelas cidades de Água Clara, Amambai, Anastácio, Angélica, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Bandeirantes, Bataguassu, Batayporã, Brasilândia, Caarapó, Campo Grande, Cassilândia, Chapadão do Sul, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Deodápolis, Dourados, Eldorado, Glória de Dourados, Inocência, Ivinhema, Jardim, Ladário, Maracaju, Miranda, Mundo Novo, Naviraí, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paranaíba, Paranhos, Ponta Porã, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rio Verde, Santa Rita do Pardo, São Gabriel do Oeste, Selvíria, Sidrolândia, Sonora, Terenos e Três Lagoas.

Veja também