TCE MAIO
(67) 99826-0686

Acusado de matar mulher em boate tem prisão decretada

Decisão

30 JAN 2014
Ana Rita Chagas
06h29min
Foto: Vanessa Ricarte

O juiz substituto da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Carlos Alberto Garcete de Almeida decretou ontem (29) a prisão preventiva de Jorge Armando Vieira Júnior, 35, acusado de matar a garota de programa Kátia Pereira, 20, com golpes de tesoura em uma boate da Capital, no último dia 27 de janeiro.


Segundo o juiz a prisão cautelar é necessária para a manutenção da ordem pública, por conta da extrema gravidade do fato, já que o acusado teria, em princípio, prendido a vítima com seu próprio cinto, e a sua intenção em dificultar qualquer intervenção que pudesse impedir o crime, uma vez que ele teria se trancado com a vítima em um quarto, tendo a porta sido arrombada após o ocorrido.


Caso - De acordo com os autos, no dia 27 de janeiro de 2014, por volta das 15 horas, Jorge Armando Vieira Júnior teria desferido cerca 30 tesouradas que acertaram a nuca, costas e o peito de Kátia Pereira. O crime ocorreu em um quarto da “Boate Pantanal”, localizado na Vila Carvalho, em Campo Grande. Após cometer o crime,  Armando Vieira teria tentado tirar a própria vida, mas foi socorrido e encaminhado à Santa Casa.


A vítima foi encontrada já em estado de rigidez, nua e com a calcinha na altura das coxas. Jorge foi encontrado respirando com dificuldades e com uma faca cravada no lado esquerdo do peito. Ele foi levado para a Santa Casa da Capital em estado considerado grave. A Polícia Civil trabalhava com a possibilidade de que Jorge teria se esfaqueado depois de matá-la, em uma possível tentativa de suicídio. Depois da realização da perícia, a suspeita foi confirmada e o autor do assassinato foi autuado em flagrante por homicídio.  Jorge Armando Vieira Júnior continua internado na Santa Casa de Campo Grande.

Veja também