tjms 18/01 a21/01/2021
Menu
terça, 19 de janeiro de 2021
dengue
Polícia

Adolescente abusado pelo pai carrega na pele sinais dos maus-tratos

Perícia mostrou que filhos eram vítimas de agressões e violência sexual; mãe sabia de tudo

01 dezembro 2020 - 11h00Por Diana Christie

Foto divulgada pela Polícia Civil (destaque) mostra que os maus-tratos ficaram marcados na pele de uma das vítimas de casal preso na manhã de hoje (1º), em Selvíria. As vítimas, dois meninos de 4 e 17 anos e duas meninas de 11 e 14 anos, eram abusadas pelo pai de 43 anos, com o aval da esposa, de 36 anos.

Segundo a Polícia Civil, o adolescente de 17 anos era, constantemente, vítima de maus-tratos praticados pelo pai, apresentando, inclusive, lesões pelo corpo. Em escuta especializada, a adolescente de 14 anos relatou, ainda, que sofria abusos sexuais, desde os 11 anos de idade, e o autor também seria o pai.

O exame de corpo de delito confirmou as acusações dos dois casos, além de mostrar que a outra menina, de 11 anos, também tinha sido vítima de abusos sexuais. Durante todos os anos de abusos físicos e psicológicos sofridos pelos filhos, a mãe teve ciência e nunca denunciou, pediu ajuda ou tentou impedir que os crimes acontecessem.

A Polícia Civil representou pela prisão preventiva do pai por estupro de vulnerável e maus-tratos, assim como da mãe, pelos mesmos crimes, pois tinha obrigação legal de defender os filhos e, ao se omitir, permitiu a prática reiterada dos delitos.

A Delegacia de Polícia de Selvíria apura ainda outros delitos da mesma natureza, praticados pelo homem e já localizou outra vítima, hoje adulta, mas que foi violentada quando criança.