Menu
Busca segunda, 27 de janeiro de 2020
Polícia

Advogada que ofendeu taxista por ser negro é solta

Ela disse ao motorista que 'não anda com negros'

07 dezembro 2019 - 15h40Por Dany Nascimento

A advogada Natália Burza Gomes Dupin, 36 anos, teve a liberdade provisória concedida pela Justiça, após ser presa acusada de cometer injúria racial contra um taxista na última quinta-feira (5).

Conforme o site R7, ela foi liberada após audiência de custódia realizada neste sábado (7). Ela deve pagar fiança de R$ 10 mil. Segundo a assessoria de imprensa do Fórum Lafayette, em Belo Horizonte, a Justiça também determinou que Natália compareça a todos os atos do inquérito. Ocaso segue em segredo de Justiça. 

Natalia Burza Gomes Dupin foi levada para a delegacia após ter cuspido e ofendido o motorista de táxi Luís Carlos Alves Fernandes, de 51 anos. À polícia ele relatou que viu a mulher procurando por um táxi na rua onde ele estava parado e se ofereceu fazer a viagem.

A mulher teria dito que "não anda com negros”. O caso aconteceu no bairro Santo Agostinho, na região Centro-Sul da capital mineira, área nobre da cidade.