(67) 99826-0686
Gov - Agosto Lilas 09 a 24/08

Advogado é condenado por guardar vídeos de estupros de crianças em Campo Grande

Ele mantinha fotos e vídeos de estupro de crianças, inclusive bebês, em seu computador

5 AGO 2019
Nathalia Pelzl
11h38min
Foto: André de Abreu

Advogado de Campo Grande, de 66 anos, foi condenado pela Justiça Federal a cinco anos de reclusão no regime semiaberto por manter e armazenar vídeos de imagens de estupro de crianças, inclusive bebês, e também divulgá-los na internet. A decisão foi publicada hoje (5), no Diário da Justiça Federal.

Alvo da operação Luz da Infância, deflagrada em 2017, na época, o advogado chegou a ser preso em flagrante, com material ilícito em seu computador.

À época, o material recolhido causou repulsa no filho do réu, também advogado, que chegou a declarar que não tinha conhecimento das atitudes do pai, embora soubesse que o mesmo acessava materiais pornográficos.

Consta nos autos que foram encontrados, inicialmente, cerca de 1,5 mil imagens de crianças, inclusive bebês, em cenas de estupro. Questionado, o advogado confessou que os vídeos eram seus, conhecendo a forma e códigos para conseguir o material e, posteriormente, apagar.

O réu foi condenado a cinco anos, um mês e 15 dias de reclusão, em regime inicial semiaberto, e mais 149 dias-multa, no entanto poderá recorrer à sentença em liberdade.

 

Veja também