tjms 18/01 a21/01/2021
Menu
segunda, 18 de janeiro de 2021
dengue
Polícia

Casal de idosos espancado por lutador e veterinária está com medo de ameaças

Família está indignada com violência contra idosos

04 dezembro 2020 - 17h00Por Nathalia Pelzl

Após serem espancados por médica veterinária e o namorado dela, lutador de jiu-jítsu, o medo domina na vida do casal de idosos, de 60 e 66 anos. As agressões ocorreram na madrugada de ontem (3), na Vila Marli, em Campo Grande.

Conforme registro da ocorrência, as agressões foram motivadas após briga envolvendo cachorros. 

Na tarde de hoje (4), o TopMídiaNews entrou em contato com a família dos idosos. Eles informaram que estão se recuperando bem das agressões, porém, diante das ameaças do casal ficaram com  medo. Além disso, eles estão buscando que os agressores paguem pela ação. 

ENTENDA 

Os idosos contaram que estavam deitados quando ouviram os latidos do cachorro da família, um pastor-alemão, que havia escapado. Eles foram verificar e passaram a ser ofendidos pela médica veterinária, que estava com o namorado e dois filhotes de dálmatas. 

O idoso, 66 anos, contou que foi ofendido e agredido pela veterinária, que teve ajuda do lutador. Vendo as agressões, ainda conforme registro, a idosa, 60 anos, foi ajudar o marido e acabou espancada também. 

No dia das agressões, eles foram socorridos e encaminhados a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Coronel Antonino. 

O casal foi encaminhado à delegacia. Questionados, eles afirmaram que estavam passeando com os dois filhotes da raça dálmatas, quando os animais foram atacados por um pastor-alemão. 

Ainda segundo eles, os idosos teriam começado as agressões. 

No momento do registro, a jovem estava alterada, chegou a chamar os policiais de ‘bostas’ e afirmou ser amiga de delegado. 

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.