Menu
terça, 20 de outubro de 2020
Polícia

Delegado diz que Polícia Civil vai coibir pequenos crimes para evitar os grandes

Segurança pública

12 fevereiro 2014 - 09h00Por Vanessa Ricarte

Nos últimos dias, Campo Grande vem sofrendo uma onda de ataques de pichadores em prédios públicos, além do aumento de pequenos delitos que afligem a população no cotidiano. O delegado responsável por todos os plantões da Capital, Fernando Lopes Nogueira, convive diariamente com casos que começam em pequenos crimes e que, segundo sua visão, se não forem coibidos a contento, podem acarretar o aumento dos casos de crimes graves, tais como homicídios.

Atualmente, a Polícia Civil de Mato Grosso do Sul é, de acordo com o Ministério da Justiça, uma das mais eficientes na resolução de crimes graves. Para o delegado Fernando, agora um dos objetivos da corporação é evitar os pequenos crimes.

"Queremos a questão das punições para esses casos de pequenos delitos seja reavaliado. No caso das pichações, não adianta prendê-los e depois soltá-los sem uma punição à altura. Falta uma ação mais incisiva da própria Polícia Civil neste caso, a pessoa que transgrede as leis precisa ser punido efetivamente para que ele não volte a cometer mais crimes", assegurou o delegado.

Em relação aos adolescentes, Fernando Nogueira defende que o estado deve proporcionar aos jovens uma educação que priorize esse ajuste social através de políticas que resolvam a situação. "O estado trata o adolescente como um criminoso comum, o que não é o certo, pois ele está na verdade criando um criminoso comum. É preciso que haja políticas específicas ao adolescente. A questão dos pais também influi no aumento da criminalidade, pois muitas vezes o pai e a mãe que geram e que criam o criminoso."

Outra ferramenta no combate aos pequenos crimes será um disque-denúncia para pequenos delitos. O serviço ainda está em fase de implementação, mas para o delegado Fernando, será de extrema importância no aumento da segurança pública na Capital. "São esses pequenos casos que, se não forem punidos adequadamente, podem acarretar no agravo dos crimes. Assim, a própria população é vigilante do que acontece no seu entorno. Os resultados positivos serão inevitáveis", assegurou.

Leia Também

Filha comemora aniversário com foto em tamanho real do pai, morto há um ano
Geral
Filha comemora aniversário com foto em tamanho real do pai, morto há um ano
VÍDEO: menino de 2 anos tem pescoço amarrado com coleira por tio-avô em Chapadão do Sul
Foi preso
VÍDEO: menino de 2 anos tem pescoço amarrado com coleira por tio-avô em Chapadão do Sul
No horário eleitoral noturno, candidatos falam de infraestrutura e educação infantil
Cidade Morena
No horário eleitoral noturno, candidatos falam de infraestrutura e educação infantil
Brasil tem 661 mortes por covid em 24h e total se aproxima de 155 mil
Geral
Brasil tem 661 mortes por covid em 24h e total se aproxima de 155 mil