A+ A-

quarta, 22 de maio de 2024

Busca

quarta, 22 de maio de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Polícia

31/08/2017 16:33

A+ A-

Diretor do Detran/MS pede demissão após prisões da Operação Antivírus

Ele é investigado em esquema de favorecimento de empresas de informática, donas de contratos milionários com o poder público

Após ser preso durante as investigações da Operação Antivírus, do Gaeco, o diretor-presidente do Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito), Gerson Claro Dino, pediu demissão do cargo nesta quinta-feira (31). Ele é investigado em esquema de favorecimento de empresas de informática, donas de contratos milionários com o poder público.

Apesar do pedido de exoneração, Gerson nega irregularidades nos contratos com as empresas investigadas. "A licitação feita pela equipe do governo, Detran, SGI e SAD está absolutamente dentro da legalidade. Fizemos contrato para realização de serviço mais barata de Mato Grosso do Sul".

Além dele, foram presos – e já liberados - o ex-deputado Ary Rigo, Jonas Schimidt das Neves, sócio da empresa DIGITHOBRASIL e seu secretário Claudinei Mastins Rômulo. Do Detran/MS, o diretor-adjunto Donizete Aparecido da Silva, o chefe de departamento Erico Mendonça, Diretor de Administração e Finanças, Celso Braz de Oliveira Santos, e Gerson Tomi, Diretor de Tecnologia.

Já entre os empresários foram presos José do Patrocínio Filho, Fernando Roger Daga e Anderson da Silva Campos, sócios e ex-sócio da empresa Pirâmide Informática e o servidor público Luiz Alberto de Oliveira Azevedo, servidor público estadual lotado na Secretaria de Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.

Durante a operação os agentes apreenderam aproximadamente 95 mil reais em posse de um dos alvos, além de milhares de documentos, computadores, notebooks, tabletes, e celulares de todos os alvos.

A operação tem como foco apurar a existência de organização criminosa voltada à prática dos crimes de corrupção ativa e passiva, fraude em licitação, peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro, com investigação que teve início em 2015.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO