Menu
sábado, 19 de setembro de 2020
Polícia

Dono de mansões e foragido da Justiça, miliciano tem tatuagem do Olho de Tandera

Os imóveis, em um condomínio de classe média valem cerca de R$ 1,1 milhão cada

27 abril 2019 - 14h13Por Extra

Projetado no céu como um sinal de chamada para o combate, como a marca do Batman, também usada pela maior milícia do Rio, o Olho de Tandera está tatuado no peito do homem encarregado de expandir os negócios do grupo paramilitar para a Baixada Fluminense. Danilo Dias Lima, de 34 anos, o Danilo Tandera, teve a prisão decretada pela Justiça.

O criminoso tem no corpo a tatuagem do símbolo dos Thundercats, seriado de animação que fez sucesso no Brasil em meados dos anos 80. Além dele, de acordo com o Departamento Geral de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro, seus principais homens de confiança fizeram a mesma tatuagem

Com dois mandados de prisão contra ele, Tandera é, segundo o departamento, o real dono de duas das cinco mansões usadas pela milícia para lavar dinheiro do crime. 

Os imóveis, em um condomínio de classe média em Seropédica, valem cerca de R$ 1,1 milhão cada. A estimativa da polícia é que Danilo arrecade, por mês, cerca de R$ 4 milhões com a venda de botijão gás, terraplanagem, segurança ilegal, além de exploração de sinal de TV a cabo clandestina e comercialização de cigarros contrabandeados.

De acordo com as investigações, parte do dinheiro vai para Wellington da Silva Braga, o Ecko, chefe da milícia e um dos bandidos mais procurados do estado. O delegado Thiago Neves disse que o bando de Tandera atua em Seropédica e em outros pontos da Baixada, como o Bairro K-32, em Nova Iguaçu.

— Ele é o grande líder da milícia nesses locais. É extremamento violento. Faz questão de estar à frente de invasões em áreas dominadas por bandos rivais e anda sempre com fuzil e cheio de seguranças — disse o delegado Thiago Neves.

O Olho da Tandera foi descoberto pela polícia em 21 de agosto de 2018. Na ocasião, cúmplices de Danilo Tandera trocaram tiros com policiais no Bairro K-32. Na ocasião, Washington Dutra Machado, o Xaropinho, foi morto no confronto. Em seu peito, os agentes notaram o símbolo dos gatos alienígenas tatuado.

Os agentes já confirmaram que um segundo homem tem a mesma marca de Danilo. A exemplo de chefe, ele também é considerado foragido da Justiça.

No último dia 6 de fevereiro, atendendo a um pedido do Departamento Geral de Combate à Corrupção, a 1ª vara Criminal de Santa Cruz determinou o sequestro de cinco imóveis da milícia, incluindo duas mansões em nome de pessoas ligadas a Danilo Tandera.

Os imóveis ficam no mesmo condomínio. Um tem sala, cozinha e banheiro na parte inferior e três quartos no pavimento superior. E ainda conta com quintal com piscina. O outro também tem cômodos nas partes superior e inferior, sendo que na primeira há um banheiro com porcelanato e hidromassagem. No quintal, há uma churrasqueira.

Apesar de terem sido sequestrados, todos continuam sendo ocupados por seus respectivos moradores. O destino das propriedades só será definido no fim do processo judicial.

Numa casa localizada no bairro do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio, a polícia encontrou joias que seriam de Luiz Antônio da Silva Braga, o Zinho, irmão de Ecko.

O imóvel estaria em nome de uma mulher, ligada ao homem encarregado de lavar o dinheiro da milícia. Uma das peças é um bracelete dourado, que tem o sobrenome Braga, o mesmo de Zinho, gravado com pequenas pedras brancas. As iniciais de Zinho estão presentes ainda em pelo menos outros pingentes.

Um deles deles traz as letras L e B e o segundo, em forma de argola, apenas a letra B. A Polícia encontrou e apreendeu na residência sete relógios, de diferentes modelos, e quatro correntes douradas, sendo pelo menos duas delas são de espessura grossa. Uma caminhonete blindada, ano 2017, que seria usada pela mulher ligada a Zinho, também foi apreendida. O veículo teve um pedido sequestro feito à Justiça.

O Disque-Denúncia (2253-1177) oferece recompensas por informações que levem até a prisão dos três milicianos. As informações sobre Ecko valem R$ 10 mil. Informações sobre o paredeiro de Zinho e Tandera valem mil reais por cada um.

Leia Também

Tá podendo: aprovação de Bolsonaro sobe entre quem recebe auxilio emergencial
Geral
Tá podendo: aprovação de Bolsonaro sobe entre quem recebe auxilio emergencial
Mula: PRF prende homem com quase 47 kg de pasta base cocaína em Anastácio
Interior
Mula: PRF prende homem com quase 47 kg de pasta base cocaína em Anastácio
Flordelis vai usar tornozeleira e cumprir toque de recolher no Rio
Geral
Flordelis vai usar tornozeleira e cumprir toque de recolher no Rio
Total de mortos pela covid-19 chega aos 135 mil no Brasil, diz boletim
Geral
Total de mortos pela covid-19 chega aos 135 mil no Brasil, diz boletim