A+ A-

domingo, 19 de maio de 2024

Busca

domingo, 19 de maio de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Polícia

02/10/2017 11:21

A+ A-

Estado Islâmico reivindica massacre que matou 50 em Las Vegas

Até o momento a polícia de Las Vegas não confirmou a ligação com o grupo jihadista. Ataque deixou 50 mortos e mais de 400 feridos

O Estado Islâmico reivindicou o ataque armado que matou pelo menos 50 pessoas e feriu outras 400 num festival de música country em Las Vegas na madrugada desta segunda-feira. Segundo o grupo terrorista, Stephen Paddock, de 64 anos, há meses teria se convertido ao Islã, uma informação que, por enquanto, não foi oficialmente confirmada por fontes externas. É também difícil saber se o atirador, que se matou após cometer o massacre, efetivamente havia se inspirado nos jihadistas — mais cedo, autoridades disseram que ele agiu sozinho e provavelmente não era filiado a nenhum grupo armado ou terrorista. A família do atirador expressou choque ao saber do massacre provocado pelo americano, que nunca teria dado sinais aos seus parentes de radicalização.

"O ataque de Las Vegas foi executado por um soldado do Estado Islâmico, que o levou a cabo em resposta aos chamados de mirar contra os Estados da coalizão", disse a Amaq, agência de notícias do EI, em referência à aliança internacional liderada pelos EUA para combater os terroristas. "O atacante de Las Vegas se converteu ao Islã alguns meses atrás".

O irmão do atirador, responsável pelo maior ataque armado da História dos EUA, disse à imprensa que ficou perplexo ao saber do ataque e não poderia imaginar os motivos do seu irmão.

— Ele não tinha afiliação política ou religiosa, até onde nós sabíamos — afirmou Eric Paddock, acrescentando que "não havia indicação de que ele faria algo assim". — Nós não tínhamos ideia. Ficamos horrorizados. Estamos perplexos e enviamos nossas condolências às vítimas

A polícia encontrou o corpo do suspeito em um quarto de hotel onde havia dez rifles, segundo o xerife, logo após o ataque. De lá, no 32º andar, ele atirou repetidamente contra a multidão, que assistia aos shows do festival, por volta das 22h (horário local). Morador de Mesquite, no estado de Nevada, ele teria se matado antes da chegada da polícia, que precisou conduzir uma explosão controlada para entrar nas acomodações.

Mais tarde, os investigadores foram à sua casa em Mesquite, uma cidade tranquila de 20 mil habitantes, e já encontraram os seus dois veículos. Ele não tinha passagens anteriores pela polícia.

PUBLICIDADE

— Não fazemos ideia de quais eram suas crenças — disse Lombardo. — Agora, acreditamos que ele era o único agressor. Já localizamos várias armas dentro do quarto que ele ocupava.

Grande parte da Las Vegas Strip, a avenida onde ficam os principais hotéis-cassinos da cidade, foi fechada após a tragédia por medida de segurança. As autoridades pediram às pessoas que não transmitissem ao vivo ou compartilhassem nas redes sociais a posição dos agentes da investigação. O aeroporto de Las Vegas desviou vários voos após o incidente, mas começou a retomar suas atividades pela manhã.

"É uma noite triste para Las Vegas", escreveu a prefeitura no Twitter.

 

 

 

 

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO