Menu
quarta, 28 de fevereiro de 2024 Campo Grande/MS
PREFEITURA CAMPO GRANDE FEVEREIRO 2024
Feminicídio

Família de estudante de medicina atribui carta de 'pacto com o diabo' à vítima de feminicídio

Segundo advogada, mãe teria encontrado carta na cabeceira da cama do filho

12 fevereiro 2024 - 15h15Por Dayane Medina

A família de Diego de Souza Mendonça, autor do assassinato da ex-namorada Mayara Almodin Aran Florenciano, de 29 anos, em Nioaque, apresentou à defesa carta supostamente deixada pela vítima.

Diego e a família atribuem à vítima um suposto "pacto com o diabo". Ainda não é possível saber se o instrumento é considerado como 'motivação' ou tentativa de provar estado de saúde mental alterado de Diego.

Mayara foi morta a tiros neste domingo (11), quando chegava com os amigos de um baile de Carnaval. O homem não aceitava o fim do relacionamento.

Conforme representante da Daurea Advocacia, que assumiu a defesa do autor, a família do rapaz está chateada com a tragédia e aponta que o casal vivia um relacionamento conturbado.

Segundo a advogada, a mãe do autor encontrou suposta carta na cabeceira da cama do filho, escrita por Mayara. Segundo a mãe, a carta foi encontrada em dezembro do ano passado e, por conta do teor do texto, foi levada a um padre.

"A mãe levou a carta para um padre exorcizar em Nioaque", diz a defesa.

 Diego assassinou a ex e fugiu. 

O crime

Mayara foi assassinada a tiros dentro do carro do amigo. Antes de descer, ela reconheceu o autor que esperava pela vítima em frente a uma borracharia.

A jovem foi levada para um hospital, mas morreu durante atendimento. 

O feminicídio chocou os moradores da cidade que exigem a prisão do acusado.