PREFEITURA DE MARACAJU MARÇO DE 2024
Menu
sexta, 01 de março de 2024 Campo Grande/MS
DENGUE PREFEITURA MARÇO
Polícia

Homem espanca esposa, pega arma de policial e acaba morto pelo Choque no Canguru

A vítima estava com os três filhos na residência, sendo ameaça de morte pelo marido

30 novembro 2023 - 07h30Por Marina Miranda

Um homem identificado apenas como "Jean", de 31 anos, foi morto na madrugada des quinta-feira (30) durante um confronto com a equipe do Batalhão de Choque da Polícia Militar, na Rua Betoia, no bairro Jardim Canguru, em Campo Grande. O suspeito estava espancando e ameaçando a esposa de morte dentro do apartamento.

A Polícia Militar foi acionada para atender uma vias de fato de violência doméstica, no qual, o autor estaria evadido do sistema prisional e de posse de uma faca. Ao chegar no local, a mãe da vítima informou que a filha estava correndo sério risco de vida e pediu para salvá-la. 

Neste momento, os policiais escutaram uma discussão vindo de dentro da residência e o suspeito gritando "eu vou te matar". Em seguida, a equipe entrou no apartamento arrombando a porta e o homem foi visto completamente perturbado como se estivesse usado algum tipo de entorpecente.

Na sequência, foi pedido para que a vítima ficasse no quarto juntamente com três crianças para preservar todos de serem capturados como refém pelo causador da crise, foi então tentado contato com Jean não sendo possível nenhum diálogo, onde ele somente gritava que ali não sairia ninguém vivo e, que não voltaria para prisão.

Desta forma, o suspeito pegou uma serra e começou a cortar a tela de proteção da janela dizendo que ia pular e, a vítima, percebendo que ele poderia praticar alguma ação, saiu do quarto para tentar evitar. Com isso, o comandante do Choque tirou atenção do suspeito que se aproveitou da situação e se apossou da arma pistola Beretta APX. Eles entraram em luta corporal, momento em que o autor conseguiu tomar posse da arma, quebrando inclusive a trava do coldre, apontando para os policiais. 

Sendo assim, foi necessário revidar a injusta agressão com disparos de arma de fogo portátil Carabinal, sendo efetuado disparos contra o autor, que mesmo em solo ainda apresentava resistência empunhando a pistola, sendo necessário mais um disparo para contê-lo e desarmá-lo. A equipe percebeu que o homem apresentava sinais vitais e realizou o socorro até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Universitário e óbito foi constatado. 

No local, havia vários sinais de móveis quebrados, marcas de sangue, serra e faca que usou para ameaçar. Em contato com a mãe da vítima, a mesma relatou que o suspeito vem usando entorpecente com frequência e que é corriqueiro as ameaças de morte e, brigas entre o casal. Além disso, também nos relatou que no momento do confronto visualizou todo o procedimento, próximo à escada, e que viu com clareza o momento em que Jean tomou a arma do policial. 

Diante disso, a Polícia Civil e a Perícia foram acionadas para realizar os procedimentos de praxe, recolhendo os objetos e armamentos envolvidos na ocorrência sendo uma faca e uma serra utilizadas na resistência e levados para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Cepol.