Tribunal de Contas
(67) 99826-0686
Camara - marco

Irmãos gêmeos são flagrados fraudando prova da Polícia Civil

Concurso

20 OUT 2013
Juliene Katayama
17h11min
Crédito: Divulgação

Irmãos gêmeos foram presos em flagrante ao tentar fraudar a prova de consurso da Polícia Civil, na manhã deste domingo (20). Eles foram surpreendido com um aparelho celular na manga da blusa e receberia o gabarito de um professor contratado por R$ 500. Eles realizaram a prova na Uniderp/Anhanguera.

Segundo a delegada da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Defraudações, Falsificações, Falimentares e Fazendários (Dedfaz), Ariene Cury, os irmãos Diogo Feliciano Rodrigues e Thiago Feliciano Rodrigues, de 27 anos, já estavam sendo investigados desde o concurso da Polícia Militar, em outubro deste ano, quando tentaram fraudar a prova.

"Ao constatarmos que estavam inscritos no concurso para agentes da Polícia Civil ficamos atentos", afirmou a delegada. Ariene impetrou fianças de cinco salários mínimos, totalizando R$ 3.390, para cada um.

Os irmãos contrataram o professor Waldemir Ribeiro Acosta, de 35 anos, por R$ 500, para fraudar os dois concursos. De acordo com o regulamento, o candidato pode levar o caderno de prova duas horas após o início. O professor saia antes e passava o gabarito por SMS.

Diogo e Thiago foram surpreendido, durante a prova, com celular na manga da blusa, sem o teclado e a capa da bateria para deixar mais fininho. A delegada tem dez dias para concluir o inquérito. 

(Atualizada às 18h51 para acréscimo de informação)

Veja também