Menu
sexta, 18 de setembro de 2020
Polícia

Jardineiro suspeito de abusar de menina de 11 anos vai continuar preso, decide juiz

Ele já tinha outra passagens na polícia pelo mesmo crime

10 junho 2019 - 12h58Por Maressa Mendonça e Dany Nascimento

Um jardineiro de 60 anos passou por audiência de custódia na manhã desta segunda-feira (10) e teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva. Com isto, ele vai responder pelo crime de estupro de vulnerável, pelo qual foi preso, na cadeia. O caso aconteceu no fim de semana, em Campo Grande.

Conforme a Polícia Civil, a vítima de 11 anos estava lendo em um banco do condomínio em que mora quando foi chamada pelo suspeito para ir até o apartamento dele pegar outro livro.

A menina foi e, quando chegou ao local, foi surpreendida pelo homem, que começou a tocar nas partes íntimas dela. Ela conseguiu se desvencilhar, correu para casa e contou o caso para os pais.

Os pais da vítima foram até o apartamento do jardineiro e, quando chegaram, perceberam que ele estava arrumando as malas para deixar o local. A Polícia Militar foi acionada e ele preso em flagrante.

Na delegacia, o suspeito confirmou que a garota havia ido até a casa dele, mas negou qualquer tipo de abuso. Em consulta ao sistema policial, os investigadores descobriram que ele tinha outras passagens pelo mesmo crime.

O caso foi registrado na Delegacia de Atendimento à Mulher, mas a investigação ficará a cargo da Delegacia Especializada de Proteção à Criança  e ao Adolescente (DEPCA).

Leia Também

Total de mortos pela covid-19 chega aos 135 mil no Brasil, diz boletim
Geral
Total de mortos pela covid-19 chega aos 135 mil no Brasil, diz boletim
Após ser atropelado, Mingau amputou pata e precisa de ajuda para pagar clínica
Cidades
Após ser atropelado, Mingau amputou pata e precisa de ajuda para pagar clínica
VÍDEO: paciente vence a covid e deixa HU em Campo Grande ao som de louvor
Cidade Morena
VÍDEO: paciente vence a covid e deixa HU em Campo Grande ao som de louvor
Atacadão pretende reconstruir loja; perícia analisa lâmpadas de gôndolas
Cidade Morena
Atacadão pretende reconstruir loja; perícia analisa lâmpadas de gôndolas