ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Juiz decidirá nesta sexta sobre prisão de acusados de matar policial

Crime

31 JAN 2014
Ana Rita Chagas
06h44min
Foto: Geovanni Gomes

O juiz responsável pelo processo, Carlos Alberto Garcete, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, deve publicar nesta sexta-feira uma decisão que definirá se os acusados de assassinar o policial Dirceu Rodrigues dos Santos, 38, na última terça-feira (28), na Capital, responderão ao processo em liberdade ou se será decretada a prisão preventiva dos envolvidos.

A justiça recebeu ontem (30), a comunicação da prisão em flagrante dos sete acusados de envolvimento no assassinato do investigador. O crime ocorreu por volta das 22h50 na Rua dos Topógrafos, no Bairro Campo Nobre, em Campo Grande. 


Dirceu trabalhava na Derf (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos), e investigava o roubo de uma joia avaliada em R$ 80 mil. Na noite do crime, o policial estava acompanhado pelo investigador Osmar Ferreira, 39.


Caso-
As sete pessoas envolvidas no homicídio foram autuadas em flagrante, entre elas Cleber Ferreira Alves, de 36 anos, Lúcia Helena Barbosa, 50, Renato Ferreira Alves, de 21 anos, Geovanni de Oliveira Andrade, 18, Alexandre Gonçalves Rocha, 19, um adolescente de 15 anos e Alexsandro Gonçalves Rocha, de 21 anos, que é o travesti conhecido como Natália.

De acordo com as investigações policiais, a identidade do autor que efetuou os disparos que mataram o policial ainda permanece como incógnita, uma vez que existem três versões diferentes entre o menor de idade e os irmãos Alexandre e Alexsandro. Segundo o delegado responsável pelo caso, o Dr. João Reis Belo, o desfecho do caso só acontecerá daqui há, aproximadamente, dez dias.

Veja também