Menu
Busca sábado, 25 de janeiro de 2020
Polícia

Mãe estava na igreja quando filho foi morto com facada no peito no José Tavares de Souza

"Ele estava resolvendo os problemas com a Justiça, mas era um menino bom, de bom coração", diz mãe abalada

15 janeiro 2020 - 09h00Por Nathalia Pelzl e Willian Leite

Eleida Maria Celina de Freitas, 53 anos, estava na igreja na noite desta terça-feira (14) e ficou sabendo da morte do filho Bruno Eduardo Ferreira de Freitas, 31 anos, por vizinhos.

Ele foi morto com um golpe de faca no peito na Rua Raimundo Alves Filho, no bairro José Tavares de Souza, região norte de Campo Grande.

Conforme informações da Polícia Civil, a vítima andava de skate quando foi atacada pelo suspeito que estava acompanhado de mais dois homens, em duas motos.

Conforme Eleida, o crime aconteceu por volta das 20h. Ela contou que o filho estava cumprindo pena no regime semiaberto, no entanto, era um bom filho, carinhoso e estava tentando ‘tomar jeito’ na vida.

No momento do crime, segundo a mãe, Bruno estava com a namorada, que fugiu após ser ameaçada pelos autores.

“Eles a mandaram correr porque senão ia morrer também”, diz. Abalada, Eleida diz que vizinhos informaram da morte do filho mais velho.

“Ele estava resolvendo os problemas com a Justiça, mas era um menino bom, de bom coração. Vizinhos me ligaram falando da morte, eu estava na igreja”, lamenta.

Conforme os vizinhos, Bruno era um rapaz tranquilo e que não costumava causar alteração no bairro.

O caso foi registrado como homicídio simples na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro e será investigado.