TCE MAIO
TJMS MAIO
Menu
segunda, 23 de maio de 2022 Campo Grande/MS
CÂMARA MUNICIPAL MAIO 2/3 ANO
Polícia

Mais violência: polícia aguarda laudo para saber se bebê de oito meses em UTI foi agredido

Região sul já está chocada com outro caso, onde um bebê de um ano e meio teria sido espancado por pai e madrasta

17 agosto 2018 - 18h41Por Thiago de Souza

A Polícia Civil em Caarapó aguarda laudo para saber se um bebê de oito meses de vida foi agredido. A criança está internada na UTI do Hospital Universitário em Dourados desde o dia 14 deste mês, com ferimentos na cabeça. Os pais devem ser ouvidos em breve. A morte de um bebê de um ano e meio de vida, supostamente agredido pelos pai e a madrasta, também chocou a região.

Conforme a assessoria do hospital informou ao Dourados News, um neurocirurgião acompanha o caso e a criança ainda não foi submetida a nenhuma cirurgia.

O caso

O fato aconteceu em Caarapó, no bairro Capitão Vigário. A mãe de 20 anos saiu na tarde de segunda-feira (13), para ir até o mercado e deixou o filho com o pai, de 19. Ao retornar, não o encontrou na casa.
Posteriormente foi avisada sobre o caso. Questionado por ela, o rapaz disse que o menino teria batido com a cabeça no berço.

Por conta da gravidade, a criança acabou recebendo atendimento na cidade e em seguida transferido para o Hospital Universitário da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

Ainda segundo apurado pela reportagem, a mãe da criança tem histórico de embriaguez e o pai seria usuário de maconha.

Mais violência

Este é o segundo caso grave de bebê que surge com ferimentos. Na quinta-feira (16), um menino de um ano e meio de vida morreu na casa onde vivia com a madrasta e o pai, em Dourados. Os dois estão presos suspeitos de agredir a criança, que morreu ainda em casa.