A+ A-

quarta, 22 de maio de 2024

Busca

quarta, 22 de maio de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Polícia

16/08/2016 14:27

A+ A-

Ministro Antonio Palheiro analisa pedido de liberdade do casal Olarte no STJ

Defesa do casal entrou com HC nesta terça-feira

O ministro do STJ (Supremo Tribunal de Justiça), Antonio Saldanha Palheiro, será o relator do pedido de Habeas Corpus do prefeito afastado  Gilmar Olarte e de sua esposa, Andréia Olarte.

Os advogados de defesa do casal impetraram com pedido nesta terça-feira, 16 de agosto, para libertar os dois, que estão detidos devido mandato de prisão provisória. A solicitação de Habeas Corpus se encontra conclusa para despacho e pode ser julgado a qualquer momento.

Andreia junto Gilmar Olarte e mais duas pessoas foram presos na manhã de segunda-feira (15), todos são alvos de investigação referente à Operação ADNA. Os agentes do Gaeco cumpriram mandado de busca e apreensão de documentos, além da prisão temporária do casal expedido pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Conforme o TJ-MS, "as prisões e os mandados de busca e apreensão foram expedidos no bojo de procedimento investigatório criminal conduzido pelo Gaeco, onde se apura a prática dos crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e falsidade ideológica".

Os fatos teriam conexão com a Operação Adna, que tramita no Tribunal de Justiça, onde o MPE (Ministério Público Estadual) atribui o prefeito afastado a prática de crime de corrupção passiva. As investigações tiveram início a partir da quebra de sigilo bancário da empresa que pertence a Andréia, Casa da Esteticista, entre os anos de 2014 e 2015, enquanto Gilmar ocupava o cargo de Chefe do Executivo Municipal.

De acordo com o MPE, enquanto Gilmar comandava a Capital, Andréia adquiriu diversos imóveis, alguns em nome de terceiros, com pagamentos de quantias elevadas, que intercalava entre dinheiro, transferências bancárias e depósitos, gerando incompatibilidade com a renda do casal.

Diante disso, o MPE chegou à conclusão que o casal contou com a ajuda de Ivamil Rodrigues, que é corretor de imóveis e braço direito da família nas aquisições imobiliárias fraudulentas. Evandro Farinelli foi apontado como sendo a pessoa que cedia o nome para que os imóveis fossem adquiridos para Andreia Olarte. Em razão disso, o casal permanece preso até o momento. 

 

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO