ALMS - RAMAL
Menu
Busca domingo, 12 de julho de 2020
REFIS SAUDE
Polícia

Multa para motorista embriagado aumenta a partir de novembro

Os ajustes serão realizados com base em alteração no Código de Trânsito Brasileiro

14 outubro 2016 - 08h41Por Portal Brasil

Quem for pego pela Operação Lei Seca dirigindo alcoolizado ou se recusar a fazer o teste do bafômetro, a partir do dia 1º de novembro, pagará uma multa muito superior ao valor cobrado atualmente, que é de R$ 1.915.

Devido a mudanças na legislação de trânsito, o valor subirá para R$ 2.934,70 e o motorista ainda terá a carteira de habilitação suspensa pelo prazo de 12 meses.

O motorista que falar ao celular enquanto dirige também será penalizado com mais rigor: de infração média para gravíssima. Quem estacionar indevidamente em vaga de idoso ou deficiente perderá sete pontos na carteira.

Reajustes

A partir de 1º de novembro de 2016, os valores das multas por infrações de trânsito terão aumento. Os ajustes serão realizados com base em alteração no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), por meio da lei federal n.º 13.281, sancionada em 4 de maio deste ano.

A infração gravíssima, que antes tinha multa no valor de R$ 191,54, passará a custar R$ 293,47. Já as multas consideradas graves serão ajustadas para R$ 195,23. Anteriormente, o valor desta penalidade era de R$ 127,69.

Para infração média, o valor passa de R$ 85,13 para R$ 130,16. Já as infrações leves, que custavam R$ 53,20, passam a totalizar R$ 88,38.

 

Leia Também

VIDEO: Bolsonaro conversa com fã em Aral Moreira, cita Marquinhos e promete ir a Dourados
Cidades
VIDEO: Bolsonaro conversa com fã em Aral Moreira, cita Marquinhos e promete ir a Dourados
Fazendo o quê meu Deus? PMA captura jaguatirica no centro de Campo Grande
Cidade Morena
Fazendo o quê meu Deus? PMA captura jaguatirica no centro de Campo Grande
Carro de empresária morta a facada é achado abandonado em Corumbá
Interior
Carro de empresária morta a facada é achado abandonado em Corumbá
Bolsonaro diz que combate à covid foi marcado por desinformação e pânico
Geral
Bolsonaro diz que combate à covid foi marcado por desinformação e pânico