Menu
sábado, 28 de maio de 2022 Campo Grande/MS
TOP MIDIA INSTITUCIONAL SUPER BANNER
Polícia

Nas redes sociais, PM que matou um e cometeu suicídio é chamado de covarde

Ezequiel teria executado um empresário e atirou contra policiais militares

02 dezembro 2018 - 09h34Por Dany Nascimento

Os internautas já começaram a fazer comentários sobre a morte do policial militar Ezequiel Ferreira, nas redes sociais do jovem. Ezequiel efetuou seis disparos de arma de fogo contra o empresário Flávio Fernandes, 38 anos, após uma discussão em uma Casa de Carne do bairro Guiray, em Ivinhema. Após cometer o assassinato de Flávio, Ezequiel foi encontrado morto próximo de uma escola e a suspeita é que ele tenha cometido suicídio.

O PM teria publicado recentemente uma foto nas redes sociais, com uniforme da polícia com a seguinte frase:“Missão dada é missão cumprida. Eu não vou desistir. Lutarei até minhas últimas forças”. A publicação virou alvo dos seguidores, que divergem opiniões sobre Ezequiel.

Enquanto uns lamentam a morte do policial, outros internautas disparam críticas. “Matou o comerciante na maldade. Sem a arma, o bicho vivia rebolando pelas ruas. Covarde”, escreveu Euler Ferreira.

“Você é policial, não o dono da justiça, deveria ter ido só e não o dono do comercio junto”, escreveu José Ribamar.

“Que triste meu Deus”, escreveu Sabrina Araújo Clarina Silva.

O caso

A Polícia Militar foi acionada para atender uma briga na Casa de Carne e foi recebida a tiros por Ezequiel. Ele acertou disparos no olho direito, nuca, ombro, abdômen, virilha e na região lombar de Flávio e em seguida, atirou contra a guarnição. Exequiel deixou o local, tomando rumo ignorado.  

O Corpo de Bombeiros foi acionado e constatou o óbito de Flávio. Ao realizar rondas na região, os policiais encontraram Ezequiel morto ao lado de seu veículo, próximo da Escola Sidney Carlos Costa.