(67) 99826-0686

Vídeo: assassino do Danúbio Azul fala sobre crimes e comparsa mostra localização de corpo

Ossada da oitava vítima foi encontrada no começo da noite de ontem; jovem estava desaparecido desde 2012

6 DEZ 2016
Kerolyn Araújo
14h39min
Foto: Reprodução

Daniel Gomes, 17 anos, o 'Danielzinho', foi morto após roubar um computador de brinquedo de Luiz Alves Martins Filho, o 'Nando'. O corpo do menor, desaparecido em 2012, foi o oitavo a ser encontrado no 'cemitério do crime'. Em vídeo gravado pela Polícia Civil,  o assassino em série que atuava no bairro Danúbio Azul fala das mortes e um de seus comparsas mostra onde alguns dos corpos foram enterrados.

Em depoimento, Nando contou que Daniel foi morto enforcado com uma correia de máquina de lavar, que também foi encontrada junto aos restos mortais. Daniel teria sido 'punido' após supostamente roubar um computador de brinquedo do criminoso. "Não queria falar desse caso do pescoço cortado. É um crime bárbaro (...) demos três tiros porque ele roubou meu computador de brinquedo há muito tempo atrás", diz Nando no vídeo. 

Ainda conforme o suspeito, Daniel teria sido executado com a ajuda de Michel Henrique Vilela Vieira, 21 anos, que também está preso, e de Claudinei Augusto Orneles Fernandes, 24 anos, que confessou ter participado de pelo menos quatro homicídios, recebendo R$ 100 reais de Nando por cada crime.

Oitavo corpo

O oitavo corpo foi encontrado no 'cemitério do crime', na região do Jardim Veraneio, no começo da noite de ontem (05), após mais de dez horas de trabalho. Nando e Claudinei apontaram o local onde a ossada foi encontrada. 

O Delegado Marcio Shiro Obara, da DEH, que assumiu o caso desde o último dia (25), afirmou que enquanto houver indicação e suspeita de locais onde as vítimas foram enterradas, os trabalhos vão continuar.

Vídeo

 

Veja também