Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
Polícia

Pastor evangélico é suspeito de estuprar enteada de 11 anos no Guanandi

Abusos eram praticados há 6 anos; vítima gritava de dor

28 janeiro 2020 - 10h14Por Nathalia Pelzl

O pastor evangélico Deivid José Gomes dos Santos, 31 anos, é suspeito de estuprar sua enteada,  11 anos, no bairro Guanandi, em Campo Grande. Os abusos, segundo o boletim de ocorrência, ocorriam há 6 anos.

A mãe da menina, 29 anos, registrou o caso do dia 30 dezembro, que está sendo investigado pela DEPCA (Delegacia Especializada de Atendimento à Criança e ao Adolescente).

Conforme informações do registro, a mãe relatou que percebeu um comportamento estranho da filha e, durante uma conversa, a menina acabou contando que era estuprada pelo padrasto na ausência da mãe.

Em relato, a vítima disse que o autor beijava sua boca e passava a mão nas partes íntimas e que os abusos aconteciam desde que ela tinha 5 anos. Na época, não havia penetração, porém o suspeito a obrigava a fazer sexo oral nele.

Com o passar do tempo, ainda conforme a menina, o padrasto começou a tocar sua vagina e o ânus com as mãos e que ela gritava de dor.

Ao ser questionado, o suspeito negou os fatos e fugiu da residência. O caso segue sendo investigado.