Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
MS DIGITAL - COMPET
Polícia

PF deflagra operação contra quadrilha que levava droga de MS para o DF

Estão sendo cumpridos 57 mandados de busca e apreensão, prisão, prisão preventiva, além de bloqueio de bens

09 setembro 2016 - 08h17Por Anna Gomes

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (9) uma operação contra o tráfico interestadual de drogas no Distrito Federal, Goiás e Mato Grosso do Sul. Estão sendo cumpridos 57 mandados de busca e apreensão, prisão, prisão preventiva, além de bloqueio de bens. São seis prisões no DF, cinco em Goiânia e 15 no Mato Grosso do Sul.

Segundo a Polícia Federal, depois de MS a droga seguia para Goiás e depois chegava ao Distrito Federal onde era comercializada. A operação foi batizada de Caldeirão, em alusão ao modo como os entorpecentes eram transportados, em compartimentos especialmente desenvolvidos em carros que cruzavam as rodovias.

Já foram apreendidos 10 quilos de cocaína e 5,7 mil quilos de maconha. Todos os mandados foram expedidos pela 8ª Vara Criminal de Goiânia (GO). Devem ser apreendidos 23 carros e bloqueadas as contas bancárias dos 26 investigados.

Os presos vão responder por tráfico interestadual de drogas, por associação e por financiamento ao tráfico. Juntas, as penas podem atingir 20 anos de prisão.

(Com informações Metrópoles)

Leia Também

'Um amigo, um conselheiro', diz Délia sobre secretário assassinado em Dourados
In Memoriam
'Um amigo, um conselheiro', diz Délia sobre secretário assassinado em Dourados
TOQUE DE RECOLHER: Guarda acaba com festa de 100 pessoas e manda mais 275 para casa
Cidade Morena
TOQUE DE RECOLHER: Guarda acaba com festa de 100 pessoas e manda mais 275 para casa
VÍDEO: som 'rola solto' em conveniência e moradora denuncia aglomeração no Nova Lima
Cidade Morena
VÍDEO: som 'rola solto' em conveniência e moradora denuncia aglomeração no Nova Lima
Motociclista tenta atravessar rodovia, é atingido por carro e morre
Interior
Motociclista tenta atravessar rodovia, é atingido por carro e morre