Menu
Busca quarta, 08 de julho de 2020
ALMS
Polícia

PMA prende quatro paulistas com 100 kg de pescado ilegal

Os policiais aplicaram multa de R$ 8 mil

19 setembro 2016 - 10h47Por Da Redação / NotíciasMS

Policiais Militares Ambientais do Distrito de Águas do Miranda, em Bonito, estão reforçando a fiscalização relativa à prevenção à pesca predatória, devido a alguns cardumes que já começam a se formar em razão da proximidade do período de piracema e que estão na região.

Uma equipe realizava fiscalização no rio Miranda, no município de Bonito, na sexta-feira (16), e apreendeu em um rancho pesqueiro 100 kg de pescado ilegal. Os peixes estavam em um freezer e pertenciam a quatro turistas, residentes em Rio Claro (SP).

Os pescados estavam acima da cota que os turistas podiam capturar, que seria somente de 10 kg mais um exemplar e cinco exemplares de piranha para cada pescador. O pescado e o freezer foram apreendidos. Os pescadores tinham capturado o peixes no rio Miranda.

Os infratores, de 56, 60, 66 e 77 anos, receberam voz de prisão e foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Bonito, juntamente ao material apreendido, onde foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória e saíram depois de pagar fiança. A pena é de um a três anos de prisão.

Eles também foram autuados administrativamente e multados em R$ 2 mil cada um. O pescado foi doado para instituições filantrópicas.

Leia Também

Mesmo com casos de covid, empresa não desinfeta local e funcionários se assustam
Cidade Morena
Mesmo com casos de covid, empresa não desinfeta local e funcionários se assustam
DESNECESSÁRIO: contrabandista capota carro e morre ao fugir da polícia em Ponta Porã
Interior
DESNECESSÁRIO: contrabandista capota carro e morre ao fugir da polícia em Ponta Porã
Apesar do toque de recolher severo, empresário 'se vira nos 30' e garante comida boa aos clientes
Cidade Morena
Apesar do toque de recolher severo, empresário 'se vira nos 30' e garante comida boa aos clientes
Na Lata: vereador dá calote no IPTU para reformar o próprio gabinete
Na Lata
Na Lata: vereador dá calote no IPTU para reformar o próprio gabinete