Menu
sábado, 15 de agosto de 2020
Polícia

Polícia Civil esclarece que não recebeu laudo de psiquiatra

Nota oficial

29 outubro 2013 - 18h12Por Leticia Daniel

A Delegacia Geral de Polícia Civil divulgou hoje(29), uma nota de esclarecimento sobre o falecimento do investigador de polícia judiciária Marlon Robin de Melo(37). O crime aconteceu na tarde ontem (28), na Rua 26 de Agosto, esquina com a Rua 13 de Maio, na Capital.

 

Segundo a DGPC, as investigações preliminares e a perícia realizada no local, apontam que Marlon após uma discussão com a mulher Márcia Alves de Holanda (36), teria atirado cinco vezes contra ela e, em seguida, cometido suicídio com um tiro na cabeça.

 

A DGPC ainda afirma, que a Polícia Civil não recebeu nenhum pedido de psiquiatra para que fosse retirada a arma do investigador ou que ele fosse afastado de suas atividades policiais, nem tampouco para que ele fosse encaminhado à tratamento médico.

 

Com relação a reabilitação concedida pelo Conselho Superior da Polícia Civil, a DGPC esclarece que essa reabilitação, referia-se a capacidade dele para concorrer a uma promoção funcional e que não tem nenhuma relação com sua capacidade psicológica.

 

Marlon ingressou na carreira em 27 de outubro de 2004 na 3ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande e de acordo com a nota de esclarecimento, desempenhava de forma exemplar a sua função.

 

O corpo do investigador foi velado hoje(29) na Funerária Nippon, na Rua 13 de Maio, nº4477, no Jardim São Francisco e sepultado às 16h no cemitério Rainha da Paz, na saída para Sidrolândia. Já Márcia foi velada na Pax Domini, na Rua Da Imprensa, nº71, no Bairro São Francisco e sepultada às 14h30min, no cemitério Santo Amaro.

Leia Também

Menino de 3 anos não resiste e morre após cair em piscina em Campo Grande
Cidade Morena
Menino de 3 anos não resiste e morre após cair em piscina em Campo Grande
Menino de nove anos é achado morto após ter faca cravada no peito em Douradina
Interior
Menino de nove anos é achado morto após ter faca cravada no peito em Douradina
Homem de 40 anos é executado em conveniência em Ponta Porã
Interior
Homem de 40 anos é executado em conveniência em Ponta Porã
Em delação, 'Doleiro dos doleiros' diz que levava pacotes de dinheiro para donos da Globo
Geral
Em delação, 'Doleiro dos doleiros' diz que levava pacotes de dinheiro para donos da Globo