TJMS - 14 a 17/10
Menu
Busca segunda, 14 de outubro de 2019
Top Ms
Polícia

'Faustão' invade casa, agride e estupra irmãs de 13 e 16 anos

Criminoso obrigou a vítima mais nova a filmar o estupro da irmã e ainda lanchou na residência

09 setembro 2019 - 16h07Por Thiago de Souza e Willian Leite

A Polícia Civil procura por José Maria Rodrigues Pereira, 41 anos, conhecido como ''Faustão'', suspeito de invadir uma casa e abusar de duas irmãs, de 13 e 16 anos, na quinta-feira (5), no Jardim Colorado, em Campo Grande. O criminoso cumpre pena no regime semiaberto e é  tido como violento. Ele foi  identificado pelas impressões digitais e depois do crime ainda lanchou na residência.

Conforme Anne Karine Trevisan, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, o criminoso escolheu a residência aleatoriamente. Ele esperou a mãe das meninas sair e entrou na casa sem ser percebido. A vítima de 16 anos foi trancar o portão e, ao entrar de volta na casa, foi surpreendida.

Ainda segundo a polícia, Faustão usou cordas achadas na própria residência para imobilizar as vítimas. Com a garota de 16 anos houve penetração enquanto que com a irmã menor houve atos libidinosos. Na casa, também estava um bebê de um ano, que apanhou do maníaco porque chorou.

Anne Karine destacou que Faustão é extremamente violento. (Foto: Wesley Ortiz)

Anne Karine destacou que Faustão age com extrema violência e, neste crime, usou várias facas para intimidar as meninas.  Ela constatou que José Maria aproveitava o horário que deveria trabalhar no presídio da Gameleira para cometer outros crimes.

''Ele pediu ainda que a menina de 13 anos filmasse o ato sexual com a irmã'', detalhou Trevisan.

O suspeito lanchou na residência e deixou as impressões digitais em copos e talheres. A polícia diz que, instantes depois, ele usou  luvas cirúrgicas que eram da dona da casa para esconder as digitais, mas não conseguiu.

Ao concluir os crimes, diz a delegada, ele trancou as irmãs na casa, jogou a chave no quintal e pediu que elas contassem até 200. Só depois disso que elas foram pedir socorro.

Investigação

A DEPCA descobriu onde José Maria morava e conseguiu um mandado de busca e apreensão. A mulher dele estava no local e disse que sabia de outros crimes que ele tinha cometido. Na residência, os agentes encontraram celulares, provavelmente roubados das vítimas, e um estetoscópio e medidor de pressão arterial.

Por meio da identificação que as vítimas fizeram, a polícia traçou um perfil e chegou a comparação com as outras denúncias, já que o criminoso tem a mesma cor, altura e modo de atacar.  A descrição que as vítimas deram é que ele é baixo, branco, pouco gordo e de ''sotaque forte''.

A Polícia Civil já pediu a prisão preventiva de Faustão. O telefone para quem tiver informações sobre o suspeito é: 67 3323-2500.