ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Promotoria investiga torturas e agressões físicas a adolescente na Unei Dom Bosco

21 NOV 2016
Diana Christie
19h00min
Foto: Deivid Correia/Arquivo

A 28ª Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude vai investigar uma denúncia de agressões físicas e torturas sofridas por adolescente que cumpre medida socioeducativa de internação na Unei (Unidade Educacional de Internação Masculina) Dom Bosco, em Campo Grande.

O inquérito civil foi publicado no diário oficial do Ministério Público Estadual desta segunda-feira (21). Como se trata de denúncia de violência contra menor de idade, a investigação foi colocada em sigilo pela Promotora de Justiça, Vera Aparecida Cardoso Borgalho Frost Vieira, que coordena outro inquérito contra a instituição, instaurado em fevereiro.

Em novembro de 2015, a unidade também foi alvo de investigações quando três internos denunciaram um agente por cometer abusos sexuais em troca de favores. Nem nome ou a idade do agente foram divulgados com o intuito de preservar a identidade das vítimas, até a conclusão do caso, que segue em sigilo.

Dois adolescentes de 17 anos e um jovem de 18 anos revelaram a outros agentes que estavam recebendo presentes em troca de carícias e o caso foi parar na delegacia. Na época, a delegada responsável pelo caso e titular da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e Adolescente), Daniella Kades, explicou que os jovens foram ouvidos e confirmaram os abusos.

Para a polícia, eles teriam revelado que não houve penetração, mas precisaram realizar masturbação e sexo oral. Os jovens realizavam os “favores sexuais” porque precisavam de roupas, ou queriam fazer telefonemas.

Veja também