TCE MAIO
TJMS MAIO
Menu
quarta, 25 de maio de 2022 Campo Grande/MS
ASSEMBLEIA MAIO DE 2022
Polícia

Quatro mortes: polícia acredita que assassinatos da madrugas não têm relação

A princípio, delegado acredita que a hipótese de ligações entre as mortes é remota, mas todas possibilidades serão investigadas

18 outubro 2018 - 10h26Por Anna Gomes

A Polícia Civil acredita que os quatro homicídios registrados entre a noite de ontem (17) e a madrugada de hoje (18) são crimes distintos e não possuem ligações, mas segundo o delegado plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do centro, Enilton Zalla, que atendeu as ocorrências, todas as hipóteses serão analisadas e apuradas.

“A princípio, acreditamos que os homicídios não possuem ligações uns com os outros, mas como as investigações estão apenas começando, não descartamos nenhuma hipótese e mesmo as informações preliminares apontando que não existe ligação, tudo vai ser investigado. Os casos foram registrados e encaminhados para as delegacias responsáveis”, disse Zalla.

O primeiro homicídio da ‘noite sangrenta’ aconteceu por volta das 22h desta quarta-feira. Claudinei Seixas, 26 anos, morreu ao ser atingido por quatro disparos de arma de fogo no cruzamento das avenidas Coronel Antonino com a Presidente Castelo Branco.  A vítima estava caminhando quando um carro se aproximou e uma pessoa atirou várias vezes contra Seixas, que morreu no local.

Pouco tempo depois, por volta da 1h, o empresário Marcel Hernandes Colombo, 30 anos, conhecido como ‘Playboy da Mansão’, foi executado com sete tiros em um bar localizado na Avenida Fernando Correia.

Já por volta das 3h da manhã, um homem que ainda não foi identificado também acabou sendo assassinado em frente a uma residência, localizada na Rua Aladim, no Bairro Estrela do Sul. Conforme o delegado Zalla, a vítima foi morta com três tiros.

Já no final da madrugada, um homem de aproximadamente 40 anos também foi morto com uma facada no abdômen.