TJMS dezembro
Menu
Busca terça, 10 de dezembro de 2019
Polícia

“Rua da morte” faz uma vítima por semana em Dourados

A via teve 15 placas de sinalização destruídas por vândalos

14 agosto 2019 - 13h15Por Rayani Santa Cruz

A rua Coronel Ponciano, via que corta o município de Dourados ligando a rodovia MS-162 a BR-463, tem a média de uma morte por semana, segundo o site Dourados News.

O cálculo foi realizado desde o mês de julho, e conforme a Agetran (Agência Municipal de Transportes e Trânsito) do município, o vandalismo com a sinalização viária pode ter sido uns dos motivos das mortes. O diretor-presidente do órgão, Carlos Fábio Selhorst dos Santos disse que 15 placas tiveram de ser repostas recentemente.

“A Agetran fiscaliza e sinaliza os locais. Estamos intensificando a sinalização, inclusive no local da última morte a placa de ‘Pare’ tinha sido arrancada. Se esse vandalismo continuar vão ocorrer mais acidentes ainda”, comentou o diretor da Agetran.

A mais recente vítima fatal foi o mototaxista Francisco de Assis Silva (53), que morreu na noite do dia 9 de agosto, após colidir a moto contra um veículo Toyota Ethios no cruzamento com a rua W 6.

A trágica estatística que aponta média de uma morte a cada sete dias na via começou na tarde de 12 de julho, quando André Souza Filho (42), morreu após cair da moto que pilotava e ser esmagado por um caminhão.

Um dia depois José Milton de Oliveira (49), morreu ao colidir contra um Toyota Corolla no cruzamento com a rua Frei Antônio.

Clarice Santana Ferreira (42), namorada de Oliveira que estava na garupa da moto, foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) com ferimentos ao Hospital da Vida.

No dia 26 de julho, Gleverson Iglen Matos de Araujo (28),  trafegava pela rua em uma motocicleta quando colidiu contra um poste. Ele morreu na hora e a esposa, Rosilene de Paula da Silva, de 23 anos, precisou ser socorrida.

Segundo o diretor-presidente da Agetran, atualmente a rua Coronel Ponciano está toda sinalizada, mas, é preciso que a população respeite as regras e não haja vandalismo.