SEBRAE MAIO 2023 2

quarta, 29 de maio de 2024

Busca

quarta, 29 de maio de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Polícia

há 6 anos

Sindicato sai em defesa de agente que matou pedreiro: foi agredido por três homens

Porém, o Sinafep não explica como conseguiu a informação, já que não foi passada pela polícia à imprensa

Joseilton Souza Cardoso, agente federal que matou no meio de um show sertanejo, ganhou um reforço na defesa: o apoio do sindicato de sua classe, o Sindicato dos Agentes Federais de Execução Penal de Mato Grosso do Sul (Sinafep/MS). A instituição alega que o servidor público teria sido agredido por três homens antes de revidar a tiros, com uma pistola .40 que carregou para dentro do evento.

Cardoso matou  o pedreiro Adilson Ferreira dos Santos, 22 anos, no fim de um show realizado no estacionamento do Shopping Bosque dos  Ipês, em Campo  Grande, na noite de sábado (23).

“Ao ser agredido por três homens - que ainda não se sabe se tem ou não histórico criminal - um Agente Federal lotado no presídio Federal de Campo Grande fez uso do que a lei chama de legítima defesa”, defende o sindicato, em nota oficial.

Porém, o Sinafep não explica como conseguiu a informação, já que não foi passada pela polícia à imprensa. Já Joseilton foi ‘isolado’ pela Polícia Civil após o assassinato, condição  bem diferente de outros casos policiais, quando o suspeito é prontamente apresentado à imprensa.

O Sinafep ainda alega que o servidor ficou “bastante machucado devido à ação de três homens”, e que então “agente público agiu em legítima defesa e efetuou um disparo em direção aos três agressores para que a ameaça fosse cessada”.

O próprio sindicato, entretanto, reconhece na nota que ‘testemunhas não foram ouvidas’. Novamente não informa se teve, ou não, contato com Joseilton.

Já o delegado Reginaldo Salomão, que atendeu o caso na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Centro, foi rápido ao afirmar que o agente não estaria embriagado na hora do crime e que alega legítima defesa.

O crime
Adilson Ferreira dos Santos foi morto com um tiro no tóxax por um agente penitenciário federal, que não teve o nome divulgado. A vítima, de 22 anos, que trabalhava como pedreiro, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, tentou ser reanimado, mas morreu próximo a escada de acesso ao camarote do show.

Os dois estavam em um show da dupla Henrique e Juliano, que ocorria no estacionamento do Shopping Bosque dos Ipês, na saída para Cuiabá.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO