ALMS - RAMAL
Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
REFIS SAUDE
Polícia

Supremo nega pedido de defesa e Bumlai deve voltar à prisão no PR

Em razão do tratamento contra um câncer, defesa do pecuarista pedia manutenção de prisão domiciliar

01 setembro 2016 - 20h36Por Veja

O ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), negou, nesta quinta-feira (1), o pedido da defesa do pecuarista José Carlos Bumlai para que ele continue a cumprir prisão domiciliar. Com problemas de saúde, que envolvem o tratamento de um câncer na bexiga, o pecuarista está internado em um hospital de São Paulo desde o dia 17 de agosto.

Ele deveria ter retornado à prisão na terça-feira, mas ainda não recebeu alta e o retorno foi adiada para o dia 6 de setembro, terça feira da semana que vem.

No habeas corpus impetrado no Supremo, os advogados do pecuarista pediam para que ele continuasse a cumprir prisão domiciliar em razão do "estado indiscutivelmente debilitado do paciente".

Aos 71 anos, José Carlos Bumlai é próximo do ex-presidente Lula. Ele é acusado de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e crimes financeiros no empréstimo de 12 milhões de reais do Banco Schahin ao PT, em 2004. O empresário foi preso preventivamente, por ordem do juiz Sergio Moro, em novembro de 2015, na Operação Passe Livre, 21ª fase da Lava Jato.

Em março, a pedido da defesa de Bumlai e contrariamente à manifestação do Ministério Público Federal, Moro concedeu prisão domiciliar para que o pecuarista tratasse o tumor. Durante o tratamento, o pecuarista passou por uma cirurgia cardíaca e teve a prisão domiciliar ampliada até 19 de agosto.
A defesa de Bumlai pediu nova ampliação do prazo e a Procuradoria da República se manifestou de maneira contrária. 

Leia Também

OMS manda especialista para investigar origem da Covid-19 na China
Saúde
OMS manda especialista para investigar origem da Covid-19 na China
Presidente da Bolívia testa positivo para covid-19
Política
Presidente da Bolívia testa positivo para covid-19
Exame particular da covid-19 pode custar entre R$ 160 e R$ 300 na Capital
Cidade Morena
Exame particular da covid-19 pode custar entre R$ 160 e R$ 300 na Capital
Com mais dez vidas perdidas, Mato Grosso do Sul tem 590 novos casos de coronavírus em 24h
Saúde
Com mais dez vidas perdidas, Mato Grosso do Sul tem 590 novos casos de coronavírus em 24h