Menu
sábado, 19 de setembro de 2020
Polícia

'Vou colocar mandado dentro do seu c**', diz PM durante ação truculenta no Caiobá

Na versão da PM, grupo teria desacatado policiais e resistido a prisão

19 abril 2019 - 15h10Por Rodson Willyams

O TopMídiaNews recebeu um vídeo em que moradores do bairro Caiobá II afirmam que policiais da Força Tática agiram de forma truculenta na madrugada desta sexta-feira (19), ao fazer uma abordagem  a jovens que estavam em frente a uma residência. No vídeo é possível ver um policial agredindo uma pessoa e pronunciando palavras de baixo calão. Pelo menos três pessoas foram presas.

Na versão dos moradores, os jovens estavam em frente da residência ouvindo música, tomando cerveja e fumando narguile quando foram surpreendidos pelos policiais. Testemunhas relatam quem um dos policiais estava bastante alterado e chegou a bater em um dos jovens.

Na gravação é possível ouvir um policial dizer a um jovem: "vai estudar para ser polícia". Ao ser questionado se teria mandado, o mesmo aparece afirmando: "vou colocar mandado dentro do seu c". E ainda "Filha da P, quem perdoa é Deus. Quer gozar com o p dos outros".

Ainda na gravação, é possível ouvir uma mulher questionando a ação dos policiais. "Porque isso? Porque ficar xingando os guris?. Não precisava disto". O policial ainda relata que se continuasse a 'baderna' iria retornar ao local.

No registro policial

No Boletim de Ocorrência, o policial militar informa que a viatura da Força Tática foi acionada via 190 para se deslocar até ao endereço. Lá, várias pessoas estariam fazendo algazarra e estariam com música alta. Segundo ele, havia várias denúncias de perturbação do sossego com gritaria, além do som. O PM informou ainda que no local ocorria uma festa.

Durante a abordagem, um rapaz de 21 anos, se apresentou e teria sido orientado a 'colaborar com a tranquilidade do local'. E que durante a abordagem foi solicitado a identificação de um dos participantes, um jovem de 23 anos, que informou ser 'sobrinho' de um policial civil. O rapaz então teria dito ao PM. "Ele me disse que eu não sou obrigado a me identificar pra nenhum policial e que vocês não tem mandado para fazer a gente acabar com a festa".

No registro, ainda relata que uma mulher de 37 anos teria começado a registrar a ação e que teria desacatado os policiais. "Vai prender bandido seu filha da p*, na minha casa quem manda sou eu. Sua mãe deve estar na zona de Ponta Porã seu corno. Você é corno, vocês não são homens para me prender".  Após esse episódio, os policiais deveram voz de prisão contra a mulher que não acatou a ordem e correu para dentro de sua residência gritando, "duvido vocês me prenderem".

Mesmo assim, os policiais tentaram prender a mulher que foram impedidos pelo jovem de 21 anos. Neste momento, foi dado a voz de prisão a ambos responsáveis. A mulher de 37 anos foi dada a voz de prisão por crimes de desacato, desobediência e resistência.  O jovem que seria sobrinho de policial civil recebeu voz de prisão por recusar-se a fornecer dados para facilitar sua identificação, desobediência e resistência.

Durante a confusão, o policial relata que foi necessário pedir reforço no local e contou com apoio da VTR 10-2750 Coophavilla, VTR 10-2904 União, Força Tática da 5ª CIPM e Força Tática do 10º BPM e que somente assim, conseguir efetuar a prisão dos três.

Os policiais ainda relataram no registro policial que "foi necessário o uso de algemas para contê-los e conduzir os mesmos até esta Depac Piratininga. Todos foram encaminhados sem lesões corporais aparentes".

Veja os vídeos: 

 

 

Leia Também

Tá podendo: aprovação de Bolsonaro sobe entre quem recebe auxilio emergencial
Geral
Tá podendo: aprovação de Bolsonaro sobe entre quem recebe auxilio emergencial
Mula: PRF prende homem com quase 47 kg de pasta base cocaína em Anastácio
Interior
Mula: PRF prende homem com quase 47 kg de pasta base cocaína em Anastácio
Flordelis vai usar tornozeleira e cumprir toque de recolher no Rio
Geral
Flordelis vai usar tornozeleira e cumprir toque de recolher no Rio
Total de mortos pela covid-19 chega aos 135 mil no Brasil, diz boletim
Geral
Total de mortos pela covid-19 chega aos 135 mil no Brasil, diz boletim