ALMS - RAMAL
Menu
Busca domingo, 12 de julho de 2020
REFIS SAUDE
Política

Agora aliado, Bernal 'enrola' há seis meses ação do Gisa contra Nelsinho

Prefeito declarou neste ano que irá cobrar R$ 16 milhões de Trad

15 outubro 2016 - 09h30Por Rodson Willyams

Em abril deste ano, o prefeito Alcides Bernal, do PP, declarou que iria entrar com ação na Justiça Estadual, com o objetivo de reaver para o município recurso desviado do Gisa (Gestão de Informação em Saúde), na ordem de R$ 16 milhões. Seis meses depois, o processo está 'enrolado' em Campo Grande.

Na época, o prefeito ainda afirmou que iria cobrar do ex-prefeito Nelson Trad Filho, além da sua equipe. Na lista, estavam os ex-secretários de Saúde, Luiz Henrique Mandetta  e Leandro Mazina, cunhado de Nelsinho Trad, além de mais 14 pessoas. 

Naquela ocasião, Nelsinho afirmou que o atual gestor, Alcides Bernal, seria o principal culpado por não dar sequência à implementação do sistema. "Tudo será provado na esfera judicial. O que faltou, como o que falta nesta atual gestão, foi ter dado sequência na sua implantação. A prefeitura paga pelo preço da sua inoperância e incompetência. Seus gestores atuais pagarão judicialmente por essa criminalização intencional do projeto Gisa. É só uma questão de se dar tempo ao tempo".

Porém, com o apoio concedido ao candidato Marquinhos Trad, do PSD, Bernal terá que explicar à população, aos 270 mil eleitores de 2012, e aos 111 mil desta eleição, como vai proceder com essa ação. Se cobrará providências e se continuará com a ação em que visa pedir à família Trad, o ressarcimento dos milhões de reais retirados dos cofres públicos do município. 

Gisa 
Após processo do Ministério Público Federal, a Prefeitura de Campo Grande foi obrigada a devolver pouco mais de R$ 14 milhões aos cofres da União, tudo devido ao já conhecido Sistema Gisa (Sistema de Gestão de Informações em Saúde), prometido e pago pelo ex-prefeito Nelsinho Trad Filho, hoje no PTB, mas nunca realmente implantado. O município já realiza o pagamento ao Ministério da Saúde, mas os envolvidos no caso - entre eles o próprio Nelsinho e Luiz Henrique Mandetta, ainda não tiveram que desembolsar os valores.

Em julho deste ano, MPF determinou que a Prefeitura de Campo Grande 'punisse' os responsáveis pela do implantação do Gisa, que causou rombo de quase R$ 10 milhões aos cofres do Executivo municipal. O programa foi contratado por Nelsinho durante a sua administração e pelo seu primo, deputado federal, Luiz Henrique Mandetta (DEM), na secretário de Saúde da Capital.

O programa tinha o objetivo de facilitar o processo de agendamento de consultas, mas jamais chegou a funcionar na rede municipal de saúde. Em 2014, o programa foi alvo de denúncias na Controladoria-Geral da União, que recomendou que a prefeitura devolvesse R$ 8,2 milhões de recursos federais que foram aplicados na criação do programa.

A empresa Telemídia, responsável pelo desenvolvimento do Gisa em Campo Grande já tinha recebido R$ 9.626.898,53, que equivale a 96,43% do total contratado na época e o mesmo contrato chegou a ser renovado por seis vezes, enquanto Nelsinho era prefeito de Campo Grande. Grande parte era verba federal, com contrapartida do município.

Porém, no dia 9 de janeiro de 2015, o Ministério da Saúde fez a correção e determinou que a prefeitura devolvesse R$ 14,8 milhões, no prazo de 30 dias. Mesmo assim, a prefeitura conseguiu fazer o parcelamento. Os recursos começaram a ser pagos pelo ex-prefeito Gilmar Olarte em março deste ano. Porém, mesmo com o município arcando com a dívida, nenhum dos envolvidos foi, até o momento, obrigado a devolver os valores ao Governo federal.

Leia Também

Dinheiro de pastelada e vaquinha podem salvar a pequenina Isabella
Interior
Dinheiro de pastelada e vaquinha podem salvar a pequenina Isabella
H1N2: mutação do vírus com potencial pandêmico é encontrado no Brasil
Saúde
H1N2: mutação do vírus com potencial pandêmico é encontrado no Brasil
IDAS E VINDAS! Mais uma vez Maiara e Fernando Zor terminam namoro
Geral
IDAS E VINDAS! Mais uma vez Maiara e Fernando Zor terminam namoro
NOTÍCIA BOA: analfabeta, ex-gari transforma a vida de 360 crianças carentes
Geral
NOTÍCIA BOA: analfabeta, ex-gari transforma a vida de 360 crianças carentes