(67) 99826-0686
REFIS FEV.

Athayde quer formar rede de voluntários para auxiliar instituições da Capital

Programa de voluntariado já é realizado em grandes cidades do Brasil

24 SET 2016
Redação
13h24min
Foto: Assessoria

O candidato a prefeito de Campo Grande Athayde Nery (PPS) quer criar dentro da administração pública um grupo de voluntários para dar assistência às entidades filantrópicas da Capital.

Ainda em fase de elaboração, o projeto é reunir pessoas dispostas a fazer o bem para ampliar o número de atendimento nas instituições. A participação de estudantes, profissionais e aposentados está incluída neste programa.

“Nós queremos cria uma rede de voluntários, na qual os acadêmicos, por exemplo, podem atuar visando o preenchimento de aulas complementares nas faculdades”, relata o candidato. As horas dedicadas ao trabalho voluntário serão estabelecidas pelo próprio indivíduo.

O candidato a vice-prefeito, Frederico Valente, por sua, vez, relata que esse programa de voluntariado já é realizado em grandes cidades do Brasil, como em Recife, por exemplo. Na Capital de Pernambuco o trabalho foi denominado como Transforma Recife e está em funcionamento há dois anos.

Tal programa, inclusive, pode ser acessado por meio da internet. Na página, são fornecidas informações sobre voluntários disponíveis e vagas de trabalho voluntário oferecidas por organizações sociais.

“Este projeto funciona muito bem em Recife e aqui em Campo Grande não será diferente. Este processo pode contar com a participação inclusive dos aposentados, que podem doar algumas horas do seu dia para se dedicar a ajudar as pessoas”, resume Valente.

Mãos amigas

Recentemente Athayde Nery visitou o trabalho desenvolvido pelo grupo Força do Amor, localizado na região do Bairro Parati. O lugar doa verduras e legumes para 45 famílias carentes.

Raimundo Conceição de 87 anos é o responsável pelo trabalho. O aposentado leva os produtos para a comunidade três vezes por semana. O auxílio já é realizado com as famílias da região há um ano e meio.

“Aceitamos todos os tipos de ajuda, seja de quem for. Este é um projeto que Deus colocou no meu coração para que eu possa ajudar o próximo”, diz. Com o apoio de outros colaboradores, Raimundo recolhe verduras e legumes que seriam descartados por supermercados e faz uma triagem antes de entregar os produtos às famílias.

Veja também