A+ A-

quarta, 22 de maio de 2024

Busca

quarta, 22 de maio de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Política

19/09/2017 17:00

A+ A-

Cobrado, Azambuja se reúne com deputados para tratar do atraso das emendas parlamentares

Desde o ano passado o dinheiro não é liberado

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), irá se reunir com os deputados estaduais nesta quarta-feira, 20 de setembro, para tratar do atraso no pagamento das emendas parlamentares de 2016 e das emendas de 2017.

O deputado estadual Cabo Almi (PT) usou a tribuna para cobrar o governo e criticar o atraso das emendas para as entidades. “Estamos esperando há muito tempo sem resposta. As entidades nos cobram, esperando o recurso já se comprometeram financeiramente e o dinheiro não foi liberado, não sabemos mais o que responder”, disse.

Após a reclamação do parlamentar, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Junior Mochi (PMDB) comunicou a visita do governador para tratar do assunto, que vai acontecer no período do almoço na sala da presidência do parlamento estadual.

Cabo Almi também destacou para a possibilidade de não haver tempo para a indicação, entrega de documentação e assinatura das emendas de 2017. “Se ainda faltam cerca de 30% para pagamento de 2017 e já estamos quase encerrando setembro, como vai dar tempo para a assinaturas das emendas deste ano?”.

O deputado estadual Paulo Siufi (PMDB) não tem emendas de 2016, mas se mostrou preocupado com a situação das emendas para 2017. “Eu já tenho a destinação das minhas emendas, mas vendo a situação de 2016, fico receoso de indicar as emendas e ninguém receber”, disse.

A deputada Grazielle Machado (PR) lembrou que quase 50% de suas emendas ainda faltam a ser pagas. “Fizemos um levantamento e o governo ainda não pagou R$ 700 mil dos R$ 1,5 milhão. O governo precisa de uma definição em relação a isso, pois as entidades estão esperando”, disse.

Conforme dados do Poder Executivo, em 2016 foram R$ 22.648.046,90 para a área da Saúde, outros R$ 8.080.000,00 para Educação e R$ 7.817.327,00 para a Assistência Social. Os 24 deputados tiveram cada um R$ 1,5 milhão para indicar o destino e apresentaram um total de 1.130 indicações, que foram para 79 prefeituras e 600 entidades.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO