Tribunal de Contas
(67) 99826-0686
Camara - marco

Bernal acusa Gilmar Olarte de querer ser prefeito de Campo Grande

Puxando tapete

25 NOV 2013
Marithê Lopes/ Juliene Katayama
12h12min
Foto: Geovanni Gomes

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), nesta manhã na cerimônia de substituição de 84 ônibus coletivos na sede da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), próximo ao Terminal Guaicurus, comentou que o vice-prefeito quer derrubá-lo para assumir o posto de prefeito da cidade.

 

O prefeito Alcides Bernal falou sobre a veiculação de uma gravação na qual Raimundo Nonato, um dos autores do pedido de cassação e de afastamento dele, conta que teria articulado reunião entre o vice-prefeito Gilmar Olarte (PP) e o ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB), para tentar explicar a crise política que enfrenta como efeito de possível conspiração golpista.

 

"Eu acredito na participação do Gilmar Olarte na gravação porque ele quer ser prefeito de Campo Grande. Quem vai decidir a penalidade do Gilmar é o Conselho de Ética do Partido", explica o prefeito.

 

O prefeito Alcides Bernal afirmou que irá pedir a abertura um processo disciplinar ético contra o vice-prefeito Gilmar Olarte, pois ele estaria articulando  junto com demais adversários um golpe político para cassá-lo.

 

O nome de Gilmar Olarte aparece em uma gravação que envolve um ex-integrante do Partido Progressista, o empresário Raimundo Nonato, uma das pessoas que protocolaram o pedido de afastamento do prefeito. A declaração veio após a decisão a decisão do desembargador João Maria Lós, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul e que derrubou pela segunda vez a continuidade da Comissão Processante da Câmara Municipal, que está suspensa temporariamente.

Veja também