tce janeiro
Menu
quinta, 27 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Política

Bernal começa reunião com vereadores, e é 'orientado' por Carlão

15 outubro 2015 - 13h14Por Dany Nascimento

O vereador Carlão (PSB) afirmou, ao TopMídiaNews, que se reuniu ontem (14), com o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), orientando o chefe do executivo a se aproximar dos parlamentares e deixar de lado "picuinhas" do passado.  O vereador garantiu que o prefeito acatou as orientações e pretende se deslocar até a Câmara Municipal na próxima semana para estabelecer diálogo e conquistar o apoio dos vereadores.

"Falei com Pedra (Paulo Pedra, secretário de Governo) e fomos para a sala falar com Bernal, que estava acompanhado do vereador Cazuza. O prefeito pediu apoio para ajudar ele a governar a Capital e eu falei que com certeza vou ajudar no que for bom para a cidade. Eu vou ajudar,  mas pedi a ele que ao invés de falar para imprensa que a Câmara tem que votar um projeto, que se desloque até a Casa  para ter essa conversa pessoalmente. Se não conseguir, que mande um secretário responsável pelo projeto que enviará a Casa", afirma o vereador.

Carlão garantiu que Bernal ligou para o presidente interino da Câmara, vereador Flávio César (PT do B) e agendou uma visita para a próxima semana. "Ele ligou para Flávio e agendou. Eu deixei claro para ele, que o que ele precisar votar de urgência, que venha até a Casa ou mande um representante".

De acordo com o parlamentar, Bernal solicitou apoio dos vereadores em um projeto de depósitos judiciais.  "Conversamos e ele pediu apoio na votação de um projeto que vai mandar para a Casa dos depósitos judiciais. O prefeito quer que a Câmara autorize a utilização de uma parte do recurso para pagar as despesas da prefeitura. Eu falei que se ele mandar os documentos que comprovam que esse dinheiro pode ser usado e detalhando em que será usado, já que é um valor alto, são R$ 40 milhões e ele pode usar R$ 22 milhões", explica Carlão.

Questionado sobre o prefeito solicitar ao parlamentar que passe a integrar a base aliada na Casa, Carlão destaca que esse pedido não ocorreu. Carlão disse que "o prefeito não pode cometer os mesmos erros da primeira gestão e não deve ficar fazendo contato com a Câmara via rádio".

O parlamentar explicou  que o prefeito questionou se a Casa tem intenção de afastá-lo novamente do cargo. "Ele me perguntou se a Câmara quer afastá-lo novamente, falei para ele que estamos focados no desenvolvimento da cidade, falei que essa pauta não está sendo discutida. Disse a ele, para parar com essas conversinhas de que vereadores estão atrapalhando, queremos um diálogo de pessoas não de papéis. Estamos respeitando a liminar, decisão judicial não se discute".