Menu
segunda, 17 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Política

Bernal tem primeiro crítico e é chamado de 'Barak Obama' na Câmara

17 setembro 2015 - 12h40Por Dany Nascimento

Reconduzido ao cargo de prefeito da Capital através de liminar, Alcides Bernal (PP) que está sob o comando da administração municipal há 14 dias úteis pede união entre os poderes, mas vem caindo no desgosto dos vereadores de Campo Grande. Carlão (PSB) é um dos parlamentares que critica a postura de Alcides e diz que Bernal caminha de "nariz" em pé pela cidade.

O vereador ressalta que o prefeito precisa calçar a "sandalinha da humildade", já que chegou na Casa de Leis recheado de pessoas que 'blindaram' sua entrada no local. "O prefeito tem que colocar a sandalinha da humildade porque chegou ontem na casa como se fosse o Barack Obama. Ele tem que sentar com os vereadores para discutir os problemas e não agir como fez ontem".

Carlão compara a atitude do prefeito reconduzido com a presidente Dilma Rousseff (PT), que segundo ele, já aprendeu a lição e deve servir de exemplo para Bernal. "A Dilma era assim, ela andava como se fosse mão de ferro e agora ela mudou. Ele tem que aprender e não chegar em um local que ao invés de dar bom dia, ele fica dizendo eu sou o prefeito".

Segundo o parlamentar, o prefeito precisa do apoio dos vereadores para a aprovação de projetos e deveria se reunir com todos para apresentar objetivos e não apresentar dados de crise financeira no encontro. "Os dados não são novidade para os vereadores, já conhecemos eles, o que ele deveria fazer é sentar e mostrar quais são os objetivos para tirar a cidade dessa crise".

Assim como Carlão, o vereador Alex do PT que vem sendo cogitado para se tornar líder do prefeito na Câmara, também demonstra insatisfação ao falar da gestão, destacando que até o momento, muitas secretarias estão sem titulares.

"Ele já ficou mais de um ano afastado e agora demora para escolher o secretariado. O executivo tem que executar", diz o vereador.