Menu
Busca sábado, 06 de junho de 2020
Camara - corona
Política

Bernal vai buscar a Justiça para tentar se livrar da cassação

Na mira

08 novembro 2013 - 08h57Por Juliene Katayama e Ana Rita Chagas

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), afirmou na manhã desta sexta-feira (08) que vai recorrer à Justiça para tentar impedir a possível cassação de seu mandato pela Câmara Municipal. O Chefe do Executivo participou do Programa Refazenda, na Rádio FM Cidade 97.

"Vamos encaminhar para nossos advogados, nossa equipe jurídica que vai buscar Justiça para que este tipo de ação não tenha nenhum efeito ainda mais nocivo no mundo político e principalmente na nossa cidade", afirmou Bernal no programa de rádio.

Comissão Processante foi instaurada no dia 15 de outubro para investigar irregularidade em contratos de emergência e atraso de pagamento a empresas prestadoras de serviço, e falta de licitação na contratação de algumas empresas pela Prefeitura de Campo Grande, principalmente em relação a Salute - responsável por fornecer alimentos à rede municipal de educação -, Já Gás - que forneceu botijões de gás mesmo tendo perdido o processo de licitação - e Mega Serv - limpeza nos postos de saúde. 

"Não é possível que uns poucos vereadores queiram cassar o mandato do prefeito só porque não fazem parte desse movimento de renovação de mudança para melhorar de verdade como a população deseja", ressaltou o prefeito.

Continuidade - Na última quarta-feira (06), a Comissão Processante decidiu dar continuidade à investigação contra Bernal. Para os vereadores, a defesa encaminhada pelo prefeito não apresentou provas suficientes para arquivar o processo.

O próximo passo da comissão será ouvir o prefeito. Segundo informações, a data poderá ser no proximo dia 25 de novembro. Além do Bernal, também serão ouvida as dez testemunhas escolhidas pelo Chefe do Executivo entre eles secretários e donos das empresas investigadas.

Leia Também

VÍDEO: para rebater Bolsonaro, JN aciona 'plantão' sem necessidade e divulga dados da covid
Geral
VÍDEO: para rebater Bolsonaro, JN aciona 'plantão' sem necessidade e divulga dados da covid
Ministro Marco Aurélio autoriza Jamil Name a voltar para presídio do MS
Cidade Morena
Ministro Marco Aurélio autoriza Jamil Name a voltar para presídio do MS
TRÁGICO: brasileiros mortos pela covid-19 já passam dos 35 mil
Geral
TRÁGICO: brasileiros mortos pela covid-19 já passam dos 35 mil
ABSURDO: Fachin proíbe operações policiais em favelas do Rio durante pandemia
Geral
ABSURDO: Fachin proíbe operações policiais em favelas do Rio durante pandemia