A+ A-

domingo, 21 de abril de 2024

domingo, 21 de abril de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

Política

26/08/2018 12:14

A+ A-

Bolsonaro faz resumão de respostas para ironizar ausência em debates

'Não sou homofóbico. Não acho que ninguém deve ser estuprado', diz o candidato

Em meio a uma série de idas e vindas sobre se participará ou não das futuras sabatinas e debates entre os presidenciáveis, o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, publicou neste sábado, 24, em seu Twitter, um resumão com suas respostas a temas polêmicos aos quais está envolvido.

“Não sou homofóbico. Não acho que ninguém deve ser estuprado. Não defendo que mulher deve ganhar menos. Não sou racista. Estou firme com Paulo Guedes. Não quero dar porte de arma para criança. Como não poderei ir a algumas sabatinas por questão de agenda, já adianto as respostas!”, escreveu.

Ele tem criticado o formato dos eventos, em que geralmente tem 45 segundos para responder aos questionamentos de adversários e jornalistas. Sua campanha tem dito que ele está avaliando as futuras participações e que irá a todos os de grande audiência.

Tempo de TV

A questão passou a ser analisada depois que Bolsonaro foi confrontado por Marina Silva (Rede) no debate da RedeTV!, numa pergunta sobre direitos das mulheres e posse de armas. Sua campanha considerou o episódio negativo ao candidato, que sofre enorme rejeição do eleitorado feminino.

Ao faltar aos eventos, ele também perderia tempo de exposição na TV e ficaria sem responder a ataques, já que possui apenas dois blocos diários de oito segundos cada um e apenas onze inserções ao longo do primeiro turno. Em comparação, Geraldo Alckmin (PSDB) terá dois blocos diários com cinco minutos e 32 segundos cada um e 434 inserções.

Bolsonaro já foi condenado em primeira instância por danos morais em episódio envolvendo a deputada federal Maria do Rosário (PT), ao dizer que não a estupraria porque ela não merece. Ele também foi denunciado por crime de racismo por uma fala sobre quilombolas durante uma palestra no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro. Ele nega as acusações e se defende dizendo ter feito “piadas”.

 

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
GOVERNO MS DENGUE ABRIL 2024