(67) 99826-0686
REFIS FEV.

Candidatos à prefeitura de Campo Grande já receberam R$ 1,4 milhão em doações

Um terço dos candidatos ainda não ganhou ou declarou recebimento de recursos ainda

12 SET 2016
Airton Raes
18h45min
Foto: André de Abreu

A campanha dos quinze candidatos a prefeito de Campo Grande recebeu, ao todo, R$ 1,4 milhões em doações. A candidata Rose Modesto (PSDB) é a que recebeu maior volume de doações, seguida do candidato Marquinhos Trad (PSD). O candidato Suel ferranti (PSTU) recebeu a menor doação.  Cinco candidatos não declararam entrada de recursos.

De acordo com informações do Sistema de Divulgação de candidaturas e Contas Eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral, os candidatos Flávio Arce (PCO), Aroldo Figueiró (PTN), Elizeu Amarilha (PSDC), Lauro David (PROS) e Rosana Santos (PSOL), até esta segunda-feira, 12 de setembro, não receberam ou não declararam doações para a campanha eleitoral.

A campanha da candidata pelo PSDB, a vice-governadora Rose Modesto, recebeu R$ 930 mil em doações. O maior valor foi de R$ 405 mil da pecuarista Janete Moraes. A direção estadual do PSDB doou R$ 205 mil. Também aparece a doação de Marcelo Garcia no valor de R$ 50 mil. Até o momento, a chapa contratou R$ 821 mil em serviços e despesas e foram pagos R$ 230 mil.

O candidato do PSD, deputado estadual Marquinhos Trad, recebeu R$ 210 mil em recursos, sendo R$ 200 mil do diretório estadual e R$ 10 mil de José Carlos Chinaglia. Também foi declarado que, até o momento, foram contratados R$ 805 mil em despesas e foram pagas R$ 190 mil.

Em seguida vem o candidato do PV, Marcelo Bluma, que contabilizou doações de R$ 111 mil, sendo R$ 75 mil da direção nacional e R$ 36 mil em recursos do próprio candidato. Foram gastos R$ 18 mil.

A Campanha do PSC, tendo o deputado Coronel David como candidato, declarou R$ 82 mil em doações, sendo R$ 35 mil do próprio candidato, R$ 30 mil de Marcos Antonio David dos Santos, R$ 6 mil de Ana Garcia dos Santos e R$ 5 mil do presidente estadual do PSC, Wilson Joaquim. Do valor arrecado, já foram gastos R$ 45 mil.

O candidato do PPS, Athayde Nery, recebeu R$ 72 mil em doações, sendo R$ 50 mil da direção nacional do PPS, R$ 10 mil de José Palhano Neto e R$ 8,4 mil do próprio candidato. Foram contratados R$ 75 mil em serviços e já foram pagos R$ 54 mil.

Concorrendo à reeleição, a campanha do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), declarou R$ 32 mil em doações, sendo 22 mil depositados pelo próprio candidato, R$ 5  mil por Luidson Borges T. Noleto e R$ 4,7 mil de Dirceu de Oliveira Peters.

A campanha de Pedrossian Filho (PMB) recebeu R$ 11 mil em doações, sendo R$ 5 mil de recursos próprios e R$ 5 mil de Claudimeire Vieira. Foram pagos R$ 5 mil.

A campanha do candidato Alex do PT recebeu R$ 5 mil em doações, sendo tudo recursos do próprio candidato.

O candidato pelo PRTB, Adalton Garcia, doou R$ 1 mil para a própria campanha. Mas ainda não disse como gastou esse dinheiro.

O candidato pelo PSTU, Suel Ferranti, declarou R$ 950 em doações e R$ 103 em gastos. 

Veja também